Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 25 Setembro 2020

Nigeriano Etebo se iguala a 'Gabigol' em número de gols da Arena da Amazônia

Nigeriano Etebo se iguala a 'Gabigol' em número de gols da Arena da Amazônia
Foto: Reprodução/Fifa
Quem esperava por Teo Gutierrez, Miguel Borja ou John Obi Mikel ouviu um nome nada familiar ser o centro das atenções na abertura dos jogos olímpicos em Manaus: Oghenekaro Etebo. Bastou um jogo - ou melhor, bastaram seis horas em Manaus, já que a Nigéria desembarcou na cidade em cima da hora - para o desconhecido atacante nigeriano entrar pra história da Arena da Amazônia: ele fez quatro gols e se igualou a Gabriel, da seleção olímpica brasileira, na artilharia histórica do estádio.
O roteiro da Seleção da Nigéria foi confuso: a chegada dos atletas em Manaus estava prevista para o domingo (31). No entanto, problemas de logística, relatados pelo Portal Amazônia, adiaram o desembarque para às 17h de quarta-feira (3). Mas o imbróglio com a companhia aérea não foi resolvido e os jogadores só conseguiram chegar em Manaus às 15h desta quinta-feira (4), o jogo começaria às 21h, praticamente uma tragédia anunciada.
Porém, não foi o que aconteceu. Com o vigor de quem estava em Manaus há dias, as 'Super Águias' protagonizaram um jogo frenético, cheio de gols e reviravoltas. É bom que se diga que nem tudo na preparação nigeriana foi um caos. Confusão à parte, os nigerianos se preocuparam em fazer aclimatação em Atlanta, nos Estados Unidos, para chegar fisicamente em forma no Brasil.
O resultado surtiu efeito e a Nigéria, surpreendentemente, venceu o jogo por 5 a 4 - vencia por 5 a 2 até os 20 minutos do segundo tempo, quando sentiu o inevitável cansaço. E nesse jogo maluco, quem se sobressaiu foi o atacante Etebo, que fez quatro dos cinco gols e alcançou o feito histórico.
O antigo dono isolado do recorde era Gabriel, do Santos e da seleção brasileira olímpica. 'Gabigol' precisou de três jogos na Arena - um pelo Santos e dois pela seleção olímpica - para chegar aos quatro gols. Etebo precisou de apenas um e ainda terá outro duelo, no domingo (7) contra a Suécia, para se firmar como o único detentor da artilharia histórica. Ele só precisa de um gol para alcançar o feito, enquanto a Nigéria precisa vencer para garantir a classificação antecipada à próxima fase.

Veja mais notícias sobre Esportes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 25 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/