Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 11 Abril 2021

Mulher acha peixe de 12 quilos e 1,10 metro no quintal de casa no Acre

A dona de casa Gessiane Monteiro, de 32 anos, tomou um susto quando saiu de casa, na manhã dessa sexta-feira (26), e se deparou com um "bicho enorme" se mexendo na água. Quando chegou mais perto viu que se tratava de um peixe da espécie Caparari, medindo 1,10 metro e aproximadamente 12 quilos.

Ela mora no bairro Segundo Distrito, em Sena Madureira, no interior do Acre, uma das cidades mais afetadas pela cheia no estado.

"Como a água baixou e saiu de dentro de casa, a gente tinha limpado para voltar. Nós temos uma canoa e ajudamos os vizinhos. Aí meu vizinho pediu uma carona na canoa e disse para o meu esposo que achava que tinha pulado em cima de um bicho no nosso quintal. Ainda estava com uns 30 centímetros de água e ele pensava que era um jacaré. Quando chegamos lá, vimos que era um peixe muito grande", conta.

Gessiane Monteiro, de 32 anos, tomou um susto quando saiu de casa e achou um peixe com mais de um metro — Foto: Arquivo pessoal

Dez municípios foram atingidos pela cheia de rios no Acre. Mais de 130 mil pessoas chegaram a ser atingidas pelas enchentes dos rios. O governo federal reconheceu o decreto de calamidade pública por causa dos alagamentos. Os municípios de Rio Branco, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus, Feijó, Tarauacá, Jordão, Cruzeiro do Sul, Porto Walter, Mâncio Lima e Rodrigues Alves enfrentam dificuldades com parte da população desabrigada (encaminhada para abrigos) e desalojada (levada para casa de parentes).

Gessiane lembra que no início todos ficaram com medo por não saber de qual animal se tratava. Mas, foi com o pai e o cunhado ver de perto o que era.

"Entramos dentro da água e, quando mexemos nele, ele ainda estava em uma parte funda e vimos que estava vivo, aí o meu pai ficou batendo na água e ele deu uma lapada. Ele foi para o raso e nós vimos que era um peixão. Foi uma luta para a gente conseguir tirar da água", lembra.
Bem humorada, ela conta que depois que conseguiram retirar o animal da água eles levaram para casa e fizeram o almoço. "A gente reuniu a família toda e demos também para os vizinhos, e já foi tudo, acabou", brinca.

Uma semana fora de casa

A mulher fala que ficou fora de casa por uma semana, pois a água entrou na casa dela e dos parentes, que moram em outras casas no mesmo terreno. Ela mora no local com o marido e três filhos.

"Saímos de casa e fomos para a casa de uma irmã. Mais de 25 pessoas em uma casa com um quarto. A gente se arrumou por lá mesmo, mas agora todo mundo já voltou para casa. Voltamos na quinta [25]." 


Escrito por Janine Brasil 

Veja mais notícias sobre Notícias.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 11 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/