Manaus 30º • Nublado
Sexta, 19 Abril 2024

Registro de queimadas no Amazonas em 2022 é o maior dos últimos 24 anos

O número de queimadas no Amazonas, em 2022, é o maior dos últimos 24 anos. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), responsável por monitorar o ritmo do fogo no bioma. Segundo o Inpe, em 2022, o Estado contabilizou 21.217 focos de calor. Em 2021, foram apenas 14.848. A comparação entre os dois anos mostra um aumento de quase 43% no número de queimadas no Estado.

O mês que mais registrou queimadas foi setembro. De acordo com o Inpe, foram 8.659 focos de calor. Agosto vem na segunda colocação com 8.116 queimadas. O dia que mais teve focos de calor foi o dia 5 de setembro, considerado o dia da Amazônia. Na data em questão, o Amazonas chegou a registrar 913 queimadas. No dia 3, foram 848 e no dia 1º de setembro, 542.

Foto: Reprodução/Tribunal de Contas do Estado do Amazonas

Na lista dos municípios que concentraram a maior quantidade de focos de queimadas em 2022, estão entre outras, Lábrea e Boca do Acre, cidades localizadas no Sul do Estado.

Lábrea, inclusive, registrou temperaturas acima de 38ºC em setembro, segundo dados do Instituto Nacional de Metereologia (Inmet). O órgão divulgou que no dia 5 de setembro a cidade registrou a temperatura mais alta de todo o mês no Estado: 38,6ºC. Já no dia 3, os termômetros alcançaram a marca de 38,3ºC, e no dia 2, 38,1ºC.

O município fica localizado na chamada linha do fogo. Isso porque, durante o período do inverno amazônico, além das altas temperaturas, a região também registra os maiores números de desmatamento e queimadas. A região é a que concentra a maior parte do agronegócio do Amazonas.

Veja mais notícias sobre Meio AmbienteAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 20 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/