Manaus 30º • Nublado
Quinta, 22 Fevereiro 2024

Comitê de Crise Hídrica é instituído em Rondônia para garantir consumo de água potável à população

Foto: Reprodução/Governo de Rondônia
Diante da seca dos rios em Rondônia, o Governo do Estado  instituiu Comitê de Crise Hídrica, por meio do decreto nº 28.613. Segundo os especialistas, a estimativa é que a seca extrema em toda a Amazônia se estenda pelo primeiro semestre de 2024, decorrente de fatores climáticos como aquecimento anormal dos oceanos e do fenômeno climático El Niño.

Leia também: Seca extrema revela cor real do rio Madeira em Porto Velho

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) declarou, em outubro, situação de escassez crítica dos recursos hídricos no Rio Madeira. 

''O Governo de Rondônia está adotando as medidas necessárias para mitigação da estiagem no Estado de Rondônia. Vamos enfrentar essa crise hídrica com responsabilidade, pensando em proteger o bem-estar da nossa população e também o desenvolvimento do nosso Estado'', explicou o governador Marcos Rocha. 

Para enfrentar essa crise, o Comitê criado pelo Governo de Rondônia tem a missão articular ações integrada sem resposta às situações emergenciais ocorridas nos municípios do Estado, decorrentes da estiagem. 

Comitê 

O Comitê de Crise Hídrica é composto por representantes de diversos órgãos do Governo do Estado, Defesa Civil, planejamento, economia, agropecuária, meio ambiente; vigilância em saúde, comunicação a distribuição de água. 

Todos os relatórios consolidados pelo Comitê serão encaminhados ao governador para a tomada de decisões, em uma previsão de cenário crítico diante dos baixos níveis de água na Bacia do Rio Madeira. 


Veja mais notícias sobre Meio AmbienteRondônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 22 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/