Manaus 30º • Nublado
Sexta, 17 Setembro 2021

Coleta seletiva no Senac AM deve beneficiar 150 famílias de cooperativa

O Senac AM assinou um termo de parceria com a Cooperativa Aliança para implantação do programa de coleta seletiva na sede administrativa e no restaurante-escola da instituição, o qual deve beneficiar cerca de 150 famílias de trabalhadores da cooperativa com a doação materiais recicláveis. Essa é uma das ações do Programa de Sustentabilidade Senac Ecos.

O ato contou com a presença da diretora regional do Senac AM, Silvana Carvalho, e do presidente da Cooperativa Aliança, Pedro Oliveira, que na ocasião ministrou a palestra "Coleta seletiva: onde vai o seu lixo?" para gestores e colaboradores da instituição de ensino. 

Reprodução: Divulgação

Para o presidente da Cooperativa, que atua como catador e agente ambiental, a parceria estabelecida com o Senac é louvável e contribui para o sustento de muitas famílias.

"É mais uma parceria que entra para ajudar os catadores e já ajuda todo esse material a não ir para o lixão. Tem muita gente que precisa desse material para sobreviver, é o nosso ganha pão, esse material de doação. Hoje temos muitos trabalhadores, somos cerca de 150 famílias, que atuam no Centro, Compensa, Santa Etelvina, Novo Israel, São José, Comunidade da Carbrás, Val Paraíso, e até em São Gabriel da Cachoeira", destaca Pedro. 

Reprodução: Divulgação

O trabalhador reforça que a população também ajuda os catadores no momento em que pratica a coleta seletiva, ou seja, divide todo o material reciclável na hora do descarte do lixo. Ele também fala sobre como se sente sendo um catador.

"Eu trabalho com muito orgulho. É um trabalho digno, um trabalho honesto. Tem muita gente que não dá valor, eles têm que parar e olhar com outros olhos o nosso trabalho, nós somos o "segundo gari". A comunidade para ajudar a gente pode pegar o material, separar, fazer uma coleta seletiva, acionar a cooperativa ou levar até um dos pontos de coleta", enfatiza Oliveira. 

Reprodução: Divulgação

A coordenadora do Ecos, Marcilene Carvalho, explica que a assinatura da parceria com a cooperativa faz parte do cronograma de ações de retomada do Ecos, que existe desde 2018, no entanto, devido a pandemia, teve seu calendário alterado. O plano de ações foi atualizado e a palavra de ordem é engajamento.

"Uma das ações é justamente realizar a coleta seletiva, o nosso foco principal é a sede administrativa, mas julgamos também importante termos o restaurante-escola, que é um grande elemento de resíduos que podem ser aproveitados na coleta. A palavra mais importante, de fato, é engajamento, nós temos o apoio da Gerência de Gestão de Pessoas para esse processo de sensibilização e iniciamos com a palestra e uma campanha de sensibilização", disse Marcilene. 

Responsabilidade Social 

Para a coordenadora do programa Ecos, a responsabilidade social deve ser um dos norteadores não apenas das grandes corporações, mas também de todo cidadão. Ela enfatiza qual a direção do programa na contribuição para o planeta.

"Acho que é uma obrigação tanto das pessoas como das organizações darem uma destinação correta de todos os seus resíduos porque temos uma urgência muito grande com o nosso planeta. É só o começo, a intenção é expandir as ações para todas as unidades e futuramente implantar o nosso programa de gestão de resíduos sólidos", finaliza Marcilene.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 17 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/