Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 01 Junho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Ampa realiza Campanha de Financiamento Coletivo para monitorar peixes-bois da Amazônia

Com o intuito de dar continuidade ao monitoramento dos peixes-bois reintroduzidos na natureza, a Associação Amigos do Peixe-Boi (Ampa), realiza uma campanha virtual para arrecadar fundos para a última etapa do Programa de Reintrodução de Peixes-bois da Amazônia. A colaboração deve ser feita até o dia 19 de abril, por meio da plataforma do Kickante.
Foto: Divulgação
O monitoramento pós soltura dos peixes-bois é extremamente importante para avaliar o sucesso de adaptação dos animais às condições do ambiente natural, segundo o coordenador do Programa, o biólogo Diogo de Souza. "O sucesso da reabilitação de filhotes órfãos de peixe-boi da Amazônia, permitiu dar a estes animais uma segunda chance para que eles possam viver na natureza, e a etapa de monitoramento nos possibilita acompanhar os movimentos e avaliar as condições de saúde dos peixes-bois no rio".

A atividade de monitoramento é realizada diariamente na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus (Amazonas), em um pequeno barco de alumínio motorizado por comunitários treinados, que são ex-caçadores de peixes-bois.

"Capacitar os comunitários para atuar na equipe de monitoramento dos animais reintroduzidos, promove o empoderamento local e aumenta o senso de responsabilidade e proteção dessa espécie ameaçada de extinção e exclusiva da Amazônia", comenta o coordenador.

Metas da Campanha

A meta da Campanha de Monitoramento dos peixes-bois da Amazônia é R$35.000,00 e será destinado para cobrir os custos de monitoramento de cinco dos 10 animais que serão devolvidos à natureza no próximo mês de abril.

Esses custos incluem a compra de combustível para a embarcação e pagamento de assistentes de campo (comunitários da Reserva Piagaçu-Purus), durante um período de seis meses, em 2020", explica o biólogo que é mestre em Biologia de Água Doce e Pesca Interior pelo Inpa.

Caso a meta de arrecadação seja ultrapassada, o tempo de monitoramento dos animais será ampliado. "Isso melhora nossa avaliação sobre a adaptação dos animais e aumenta a coleta de informações ecológicas para a conservação da espécie. Caso a meta não seja alcançada, diminuiremos o tempo de monitoramento dos animais", alerta.

Programa de Reintrodução

O Programa de Reintrodução de Peixes-bois da Amazônia já devolveu 31 animais à natureza e mais de 50 estão em processo de reintrodução. Em abril de 2020, outros 10 peixes-bois terão a chance de viver novamente nos rios e lagos da Amazônia Brasileira. Antes da soltura, um cinto transmissor VHF é adaptado no pedúnculo caudal do peixe-boi para que possa ser monitorado pela equipe. Esse cinto pesa 800g e dura em média 500 dias, e não há indícios de que altere o comportamento natural dos animais.

Por que o peixe-boi é resgatado?

Devido a caça ilegal e a captura acidental em redes de pesca, filhotes órfãos de peixes-bois da Amazônia são resgatados e levados para reabilitação no cativeiro em Manaus, e após mais ou menos dois anos são transferidos para um lago de semicativeiro em Manacapuru (AM), para readaptação ao ambiente natural, antes de retornarem aos rios.

O Peixe-boi da Amazônia

É um mamífero aquático, herbívoro, e a única espécie de peixe-boi a viver exclusivamente na água doce. Foi intensamente explorado no passado, e atualmente, mesmo protegido por lei, continua sendo caçado para comercialização ilegal de sua carne nos mercados populares da região amazônica. Por conta disso, a espécie encontra-se ameaçada de extinção.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 02 Junho 2020
No Internet Connection