Manaus 30º • Nublado
Domingo, 03 Março 2024

Alertas de desmatamento diminuem na Amazônia e no Cerrado no primeiro mês do ano

Captura-de-tela-2024-02-10-164427

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou, no dia 9 de fevereiro, dados que apontam para a redução nos alertas de desmatamento no Cerrado. A diminuição foi de 33% no comparativo entre os meses de janeiro de 2024 e 2023. Na floresta amazônica, a diminuição foi de 29% relacionada ao mesmo período.

Os dados divulgados pelo Inpe foram obtidos por meio da análise do sistema de monitoramento Deter, uma ferramenta que utiliza imagens de satélite para detectar e alertar sobre atividades de desmatamento.

Dados divulgados pelo Inpe indicam redução no desmatamento do Cerrado no mês de janeiro. Foto: Fernando Alves/Governo do Tocantins
Para Renato Jayme, presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), a redução do desmatamento no Cerrado e na Amazônia, evidencia o êxito das medidas adotadas pelo Governo do Tocantins e a eficácia de políticas ambientais mais amplas no Brasil. "Essa redução aponta para o sucesso das estratégias implementadas, indicando que as práticas sustentáveis adotadas pelo Governo do Tocantins estão contribuindo não apenas para a preservação local, mas também para a proteção de um dos biomas mais importantes do país", ponderou.

Para o gestor, os números refletem ainda o impacto positivo das ações coordenadas entre os estados amazônicos, incluindo Tocantins, na luta contra o desmatamento na maior floresta tropical do mundo. 

Tecnologia no monitoramento e fiscalização 

Para aprimorar informações de monitoramento e operações de fiscalização ambiental, o Governo do Tocantins tem investido em tecnologia de imagens via satélite. Em 2022, o Naturatins formalizou sua adesão definitiva à RedeMAIS, do Programa Meio Ambiente Integrado e Seguro do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A plataforma web adotada como referência para o monitoramento e fiscalização permite o acesso e o compartilhamento das imagens de satélite diárias da constelação PlanetScope, composta por mais de 180 satélites.

Renato Pires, gerente de Monitoramento e Gestão de Informação Ambiental, detalha que outras plataformas como MapBiomas, Prodes, Deter e SAD Cerrado são consultadas periodicamente pelo Naturatins, e que "a eficiência no uso dessa tecnologia ressalta a importância dos sistemas de vigilância eficientes para combater práticas ilegais que ameaçam os ecossistemas". 

Combate ao desmatamento ilegal 

Na celebração do Dia do Cerrado no ano passado, o Governo do Tocantins publicou a Portaria Conjunta nº 2/2023, do Naturatins, da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e do Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA), que criou o Grupo de Trabalho (GT) para orientação das ações de combate ao desmatamento ilegal. 

A criação deu-se em função dos índices de desmatamento ilegal constatados no Tocantins e a necessidade de responsabilização dos infratores, e, assim, inibir novas condutas ilícitas, bem como a existência de passivo de áreas a serem fiscalizadas e autuadas referentes a desmates ocorridos entre os anos de 2021 e 2023. 

Equipe de Monitoramento e Gestão de Informação Ambiental do Naturatins avalia, diariamente, alertas de desmatamento em diferentes plataformas. Foto:Walker Ribeiro/Governo do Tocantins

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 03 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/