Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 26 Novembro 2020

Governo federal e de Roraima discutem situação de venezuelanos no país

fronteira pacaraima

O governo de Roraima e a Presidência da República devem iniciar, nos próximos dias, as tratativas para o compartilhamento de responsabilidades em relação à imigração venezuelana. Também deve ser discutido o ressarcimento, determinado pelo Supremo Tribunal Federal, de parte do que o estado já gastou nos últimos cinco anos com o atendimento aos migrantes.

Pacaraima. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Nesta semana, equipes do governo estadual e secretarias da presidência se reuniram para tratar de temas como o crescimento populacional súbito, aumento de custos com educação, saúde e assistência social. O governador de Roraima, Antônio Denarium, destaca que cada secretaria deve apresentar sua demanda ao governo federal.

Segundo Eduardo Néris, representante da Secretaria Especial de Assuntos Federativos, o compartilhamento dos custos com a migração será debatido nos ministérios e a tendência é entender os pleitos e elaborar junto à União as ações e medidas a serem tomadas.

Segundo a Secretaria de Planejamento de Roraima, em 2015 a previsão do IBGE era de que em 2028, o estado teria 600 mil habitantes, mas com o fluxo migratório, atualmente o estado já conta com 630 mil habitantes.

No ensino público, o crescimento inesperado faz com que a Secretaria de Educação esteja sempre trabalhando com déficit de repasses federais, já que em quatro anos, de 110 alunos venezuelanos, as escolas passaram a contar com 5.175 estudantes imigrantes.

Nos abrigos, 70% das crianças e adolescentes são venezuelanas e 30% das mulheres em situação de vulnerabilidade também vieram do país vizinho.

Veja mais notícias sobre NotíciasCidadesRoraima.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/