Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 29 Mai 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Classe comerciante do Amazonas busca alternativas para apoiar combate à Covid-19

Apesar da preocupação em ter as portas do comércio fechadas, várias empresas do Amazonas unirão forças para poder ajudar no atendimento a população nessa época de crise devido a pandemia de Covid-19. Diversos ramos do setor comerciante estão contribuindo com recursos e doações, para apoio as pesquisas e aos mais necessitados.

A Atem Distribuidora informou que, por meio de uma parceria firmada com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), irá doar etanol hidratado à instituição, que transformará em álcool 70% e levará para o Hospital Universitário Getúlio Vargas e para seus polos em Benjamin Constant, Coari, Humaitá, Itacoatiara e Parintins. Além disso, a Ufam continuará apoiando na produção do álcool 70 para as ações já firmadas pela Atem com a Secretaria Estadual de Saúde (SUSAM) e Secretaria de Segurança do Amazonas (SSP).
Atem Distribuidora firmou uma parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para produção de álcool 70 (Foto: Divulgação)

A Central Analítica da Ufam está realizando as análises e certificação do álcool entregue pela Atem que será transformado em álcool 70% para o combate ao Coronavírus no Amazonas. 

Com a chegada da Ufam, a superintendente de operações da Atem, Eline Silva, ressalta que haverá um aumento significativo na produção do álcool 70%, que já conta também com a parceria das empresas Química Credie e Amazon Química, em laboratórios licenciados que assinam a responsabilidade técnica do produto final que será doado, garantindo a segurança para quem vai fazer uso.

Já a Recofarma afirmou que produziu e doou 41 mil litros de álcool em gel 70 para o Amazonas. Com projeto desenvolvido pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), a Tutiplast está viabilizando a produção de máscaras para equipar os profissionais de saúde. 

A Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) ofereceu 20 máquinas de costura para fabricação de máscaras de proteção, enquanto a Magama doou uma tonelada de álcool em gel, e a Videolar-Innova cedeu embalagens. A empresa TV Lar doou 300 colchões e a Bemol outros 1.000 colchões que vão servir, sobretudo, para a população carente. 

E, pensando no futuro, o Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam) e a Fundação Paulo Feitosa (FPF) estão montando um protótipo de ventilador pulmonar que será testado na Samel. Se o projeto der certo, os SENAIs de todo o país irão produzi-los, além das indústrias de Manaus que irão beneficiar brasileiros de todos os cantos.

O Coronel Menezes, Superintendente da Suframa, anunciou que conclamou que todos os parceiros do Polo Industrial de Manaus colaborassem juntamente do Governo do estado no sentido de aquisição de material para o interior, dentre eles os respiradores, sejam mecânicos ou portáteis, e em reunião teve uma reposta positiva do grupo.

Quatro instituições de assistência social de Manaus, uma associação de catadores de materiais reciclados, além da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) receberam na manhã desta quarta-feira (01), mil cestas básicas de alimentos e produtos de higiene pessoal doadas pelo Grupo DB. 

A iniciativa faz parte da 'Campanha Você - Cuidar de você é cuidar de todos', lançada pela empresa para prevenir, apoiar e prestar orientações de combate ao Covid-19 (coronavírus) aos seus clientes, colaboradores e a toda sociedade.

Mil cestas básicas de alimentos e produtos de higiene pessoal foram doadas pelo Grupo DB (Foto: Divulgação)

Alternativa contra a crise

Equipes da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Manaus (Visa Manaus) estão percorrendo estabelecimentos para fiscalizar o cumprimento das medidas de prevenção à propagação do novo coronavírus. Em contrapartida, já é possível observar que grande parte de empresas estão preocupadas com o combate ao Covid-19 e optam pelo delivery como forma de prevenir a circulação de pessoas e amenizar os impactos econômicos.

A orientação dos fiscais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) é para que os estabelecimentos não atendam mais em sistema presencial, apenas para a venda de produtos e saída do consumidor. Devido a isto, muitos seguimentos que, até então não operavam com sistema de delivery, como o de vestuário, agora fazem parte do sistema para sobrevivência.

A empresária France Ribeiro, proprietária da loja Espaço Modas, conta que eles entenderam a necessidade de todos ficarem em casa, tanto para proteger clientes quanto os próprios funcionários. Por conta da demanda no setor de vestuário, mesmo que menor, eles começaram a operar apenas via delivery.

"Ainda tem coisas que são inadiáveis, tem agendas que precisam ser cumpridas, pessoas na ativa, como as pessoas que trabalham home office e precisam se preparar para trabalhar mesmo dentro de casa. Além daquela pessoa que entende que a autoestima nao está bem e isso vai poder ajudar", afirma.

Apesar disso, o cuidado na hora de entregar os produtos continua sendo a prioridade do negócio. "Estamos respeitando o protocolo de cuidados, fazendo a entrega gratuita com o mínimo de contato com o produto e com a embalagem. O pagamento online e o contato por WhatsApp e redes sociais também ajudam no contato com o cliente", explica France.

A Sorveteria Gelateria, localizado no bairro Adrianópolis, está de portas fechadas, mas promete entrega aos seus clientes. A empresa de doces, Tortas e Tortas, tradicional no ramo manauara, também optou pela opção. A empresa também tem opção drive-thru, outro método de retirada no local sem saída do veículo que estabelecimentos comerciais tem adotado.

Supermercados também aderiram a prática em Manaus. As redes Emporium Rodrigues, Shop das Frutas, Pátio Goumert, Nova Era, Carrefour e Yroyak Supermercado são alguns que têm a opção de pedidos via telefone ou pelo site. As redes de drogarias como Santo Remédio, Pague Menos, Frma Bem e Drogaria Katyane aumentaram seus serviços de atendimento ao público.

O Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia disponibilizou uma lista de serviços com delivery em Manaus, como supermercados, pet shops, dentre outros. Confira:

Veja mais notícias sobre EconomiaSaúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 29 Mai 2020
No Internet Connection