Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 30 Outubro 2020

Ciclismo cresce em Roraima e consolida 'bike' como meio de transporte

MANAUSRoraima será o centro das atenções do ciclismo neste fim de semana. A Volta Internacional de Roraima vai reunir 120 atletas de todo o Brasil, além de competidores da 'vizinha' Venezuela, de sexta-feira (2) a domingo (4). O Estado do extremo Norte está cada vez mais consolidado na rota de grandes eventos de ciclismo.
Crescimento do ciclismo em Roraima influencia não apenas no nível de competições, mas também na mobilidade urbana. Foto: Divulgação/Volta Ciclística de Roraima

Atualmente, Roraima sedia três grandes eventos de ciclismo: além da Volta Internacional, também há a Volta de Roraima e o Desafio Serra do Tepequém. As três competições contam pontos para o ranking nacional da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

O 'boom' do ciclismo iniciou em Roraima na década de 90 e posteriormente sofreu uma queda, como relata o atleta e membro da Federação Ciclística de Roraima (FCR), Mário Turco. “O ciclismo vem se desenvolvendo ao longo dos anos. Naquela época foram criados os passeios noturnos de bicicleta, que surgiram através dos night bikers em São Paulo. Isso difundiu pra todo o país e, como em qualquer outro lugar do Brasil, houve uma queda depois dessa moda”, contou à rádio CBN Amazônia.

Entretanto, nos últimos anos, a nova gestão da FCR se comprometeu a resgatar o auge do ciclismo roraimense. “O Aquiles Prado tomou posse da federação e resolveu implementar o ciclismo competitivo de uma forma mais profissional, mais séria. Diante desse cenário, já tem três anos em que nós conseguimos colocar eventos nacionais em Roraima”, disse Turco.

A nova condição do ciclismo roraimense estreitou ainda mais a integração com outros estados da Região Norte, especialmente o Amazonas. “É um Estado que sempre teve excelentes competições de ciclismo, incluindo a tradicionalíssima Aguinaldo Archer Pinto. É uma das competições mais antigas do Brasil, acredito que só fica atrás da 9 de julho, em São Paulo. A gente sempre vai competir esses eventos lá e agora os atletas do Amazonas também estão vindo competir em Roraima”, orgulha-se o atleta-dirigente.

O crescimento do ciclismo em Roraima surpreendeu até mesmo os entusiastas da modalidade em Roraima, fazendo com que houvesse um 'reforço' na organização da Volta Internacional. “O evento tomou uma proporção maior do que a gente imaginava. A diretoria [da federação] é muito pequena, as atividades se concentravam basicamente no nosso presidente. Então foi criada uma comissão de atletas e entusiastas do ciclismo para ajudar o Aquiles a organizar a competição”, revelou.

Ciclovias e bike como meio de transporte

O crescimento do ciclismo em Roraima também possibilitou a consolidação da bicicleta como meio de transporte, especialmente na capital Boa Vista. “A contribuição que a gente dá pro Estado é fazer com que as pessoas pedalem não apenas na forma competitiva. Há uns dois anos nós temos grupos de passeios de bicicleta e aqui a gente usa muito a bike como meio de transporte. As pessoas usam pra ir ao trabalho, faculdade, escola, é algo bem harmônico”, contou Turco.

Por ser uma cidade planejada, Boa Vista dispõe de uma infraestrutura melhor para os ciclistas em relação a outras capitais da Amazônia. O panorama está longe de ser o ideal, mas existem projetos em andamento para a construção de ciclovias por toda a capital.

No último mês de julho, a Prefeitura de Boa Vista anunciou a construção de 50,7 quilômetros de ciclovias. Este número deve aumentar para 300 quilômetros nos próximos anos, de acordo com Turco. “As principais avenidas terão ciclovias e elas vão ligar todos os bairros da cidade. Isso vai fazer com que a população tenha segurança pra usar a bicicleta, vai aliviar nosso trânsito e contribuir pro meio ambiente”, vislumbrou.

Veja mais notícias sobre Esportes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 30 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/