Manaus 30º • Nublado
Terça, 28 Setembro 2021

Em Manaus, atividades comerciais voltam a funcionar na Ponta Negra

As atividades comerciais do Complexo Turístico da Ponta Negra, zona Oeste, retomaram o funcionamento nesta terça-feira, (9), a partir do decreto estadual que alterou o funcionamento de comércio e serviços no Estado do Amazonas, diante do enfrentamento à pandemia da Covid-19.

A praia do parque e o calçadão inferior seguem interditados até o dia 15 de março, por decreto do prefeito David Almeida. As medidas restritivas visam conter o avanço da doença, evitando aglomeração no balneário, especialmente no período de chuvas amazônicas, enquanto a Prefeitura de Manaus avança na vacinação de grupos prioritários.

Foto: Divulgação / Implurb

Conforme o decreto estadual, fica permitido o funcionamento de lojas do comércio em geral, de 9h as 17h, de segunda-feira a sábado, em que se enquadram os quiosques, carrinhos e área de venda de água de coco do parque. As mudanças vigoram até o dia 21.

Para a retomada das atividades, as luzes do parque, do calçadão superior, foram religadas pela Amazonas Energia. A Prefeitura de Manaus volta a frisar a importância de se manter o isolamento social e que não é hora de passear.

A praia permanece interditada. A interdição está em vigor desde o dia 18 de setembro de 2020, quando o número de casos da doença voltou a aumentar na capital. O balneário permaneceu fechado tanto no aniversário de Manaus, em 24 de outubro, quanto nas festividades de final de ano, Natal e Ano Novo.

A Guarda Municipal mantém a fiscalização e orientação aos usuários, assim como a comissão que atua na coordenação do parque. A Polícia Militar reforça a equipe para seguir informando a população dos riscos de estar na rua passeando, não fazendo o isolamento social recomendado pelas autoridades de saúde.

Veja mais notícias sobre NotíciasCidadesEconomiaAmazonas.

Veja também:

 

Comentários: 1

Eduardo Marinho em Terça, 09 Março 2021 20:30

Ainda muito prematuro para liberar as regras impostas ao decreto lei.
Sabemos das pressões impostas ao governador pelos empresários.

Porém são vidas em jogo.

O melhor seria que parte da população já estivesse já vacinado.

Ainda muito prematuro para liberar as regras impostas ao decreto lei. Sabemos das pressões impostas ao governador pelos empresários. Porém são vidas em jogo. O melhor seria que parte da população já estivesse já vacinado.
Visitante
Quarta, 29 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/