Rondônia registra, no 1° semestre de 2024, maior número de focos de queimadas dos últimos 8 anos

Esse é o pior 1° semestre desde 2016. Focos de queimadas registram um aumento de 50%, em relação ao mesmo período de 2023, de acordo o Inpe. Saiba como denunciar.

Em Rondônia, os focos de queimadas registrados de janeiro a junho de 2024 são maiores do que os detectados em todos os primeiros semestres dos últimos 8 anos, revelou os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Os focos ativos estão relacionados à detecção de incêndios em tempo real através de satélites, de acordo com o Inpe. Conforme os dados do ‘Programa Queimadas’ do Inpe, no primeiro semestre de 2024, o estado registrou 465 focos de queimadas, o que representa um aumento de 50% em relação ao mesmo período de 2023. Além disso, esse é o pior 1° semestre desde 2016.

Leia também: Apesar de menor registro de desmatamento, seca aumenta incêndios na Amazônia em 36%

Em 2024, até o momento, junho apresentou o maior número de focos registrados no estado, com 183 ocorrências: o maior acumulado para o mês dos últimos 5 anos, ficando atrás apenas de 2019, quando foram registrados 170 focos em junho.

Na contramão, janeiro foi o período com o menor número de registros (39 notificações), seguido de fevereiro. Na Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão) foram registrados 22.058 focos de queimadas durante o período de 1° de janeiro a 1° de julho de 2024.

Um foco precisa ter pelo menos 30 metros de extensão por 1 metro de largura para que os chamados satélites de órbita possam detectá-lo. No caso dos satélites geoestacionários, a frente de fogo precisa ter o dobro de tamanho para ser localizada, segundo informações do Inpe.

Como denunciar?

Conforme a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia (Sedam), para realizar uma denúncia de queimadas na zona rural, é necessário entrar em contato com o órgão pelos seguintes meios de comunicação:

Telefone: 0800 666 1150

E-mail: ouvidoria@sedam.ro.gov.br

Plataforma: Fala.BR

WhatsApp da Ouvidoria Ambiental: (69) 98482-8690 (dúvidas e informações).

Já se os focos forem em áreas urbanas o morador deve entrar em contato com a Secretária Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) do município.

Em Porto Velho, a denúncia de queimadas pode ser feita por Whatsapp, através do número (69) 98423-4092. É importante que o morador envie o máximo de provas possíveis, como fotos, vídeos e localização correta para que a equipe chegue a tempo para o flagrante.

Em caso de incêndios, a população deve ligar para 193 (Corpo de Bombeiros).

*Com informações do g1 Rondônia

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Justiça Federal suspende documentário que utiliza imagens do povo Korubo sem autorização dos indígenas a pedido da Funai

Não houve negociação nem autorização para a divulgação das captações, que aconteceram na Terra Indígena Vale do Javari, no Amazonas.

Leia também

Publicidade