Peixe dorme? Comportamento do animal surpreende pescador em Rondônia

Pescador comenta que peixe estava "dormindo" na margem do rio e o pegou com as mãos. Especialista explica o comportamentos do animal.

Como cita o ditado popular: “para um bom pescador, meia isca basta”. Mas no caso de Anderson Guedes, nem de anzol precisou. O pescador esportivo rondoniense viralizou na internet ao registrar o momento em que pesca um peixe com as mãos.

As imagens mostram o peixe parado em uma parte rasa do rio. Anderson chega a falar: “olha só, um surubim dormindo“. Em seguida, ele se aproxima aos poucos e faz a primeira tentativa de capturar o animal, mas não consegue.

Na sequência, o peixe segue para outra parte do rio, ainda na margem, visivelmente na parte rasa. Na segunda tentativa, o pescador aproveita que o peixe está “de bobeira” e consegue pegar ele com as mãos.

Segundo Anderson, a aventura inédita aconteceu em setembro de 2023 em uma viagem que fizeram para uma pousada no estado do Amazonas. No entanto, o vídeo só foi postado em suas redes sociais no início desta semana.

Mas… peixe dorme?

Apesar do vídeo surpreender pela façanha de Anderson, o comportamento do peixe também chama atenção. Afinal, o peixe realmente estava dormindo? Aliás, peixes dormem? O pesquisador e especialista em diversidade e biogeografia de peixes de água doce, Fernando Dagosta, explica sobre o comportamentos do animal:

“Eles dormem, mas não da forma como a gente, mamíferos terrestres, faz. Eles abaixam o metabolismo, mas não têm pálpebras. Então eles não fecham o olho e não descansam da forma como nós descansamos. Eles ficam em alerta, embora estejam de repouso”.

E por que o peixe insistia em ficar na parte rasa da água? Segundo Dagosta, existem algumas possibilidades, uma delas é que ele estivesse apenas “tomando um banho de sol”.

“Embora eles [peixes] não tenham controle de sua própria temperatura corporal, eles têm comportamentos que fazem com que eles alterem a temperatura. Um peixe que quer se esquentar, por exemplo, tende a ir para águas rasas e ficar perto do sol. Então, nesse caso, esse peixe pode estar tomando um banho de sol”, exemplifica.

Outra possibilidade cogitada pelo pescador é que o peixe esteja apenas muito cansado. “Ele pode ter sido pescado, soltaram ele no raso e ele estava descansando”, comenta Dagosta.

*Por Emily Costa e Jaíne Quele Cruz, do g1 Rondônia

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

‘Mulheres que Benzem’: benzedeiras de Santarém são protagonistas em vídeo clipe 

A equipe de direção e assistência é toda composta por santarenas. No total, estão a frente do projeto cerca de 30 mulheres. O lançamento do clipe está programado para o final de agosto.

Leia também

Publicidade