Técnica de mandala: modelo agrícola é utilizado para melhorar produtividade em pequenas áreas de Mato Grosso

Este modelo busca a eficiência no uso da terra, combinando o cultivo de hortifruti e a criação de galinhas poedeiras, de forma integrada.

A fim de tornar pequenas propriedades rurais mais produtivas, a Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf) e a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), com apoio da Federação dos Trabalhadores na Agricultura em Mato Grosso (Fetagri), estão desenvolvendo o projeto Quintais Produtivos.

O engenheiro agrônomo Fabrício Tomaz Ramos (Empaer-MT), que coordena a iniciativa piloto, explicou que já foram montados dois dos 14 quintais produtivos previstos nessa primeira etapa da ação, um em Várzea Grande e outro Poconé.

Foto: Reprodução/Agricultura Familiar

Este modelo agrícola busca a eficiência no uso da terra, combinado o cultivo de hortifruti e a criação de galinhas poedeiras, de forma integrada. O objetivo é produzir alimentos de forma permanente durante o ano todo, contribuindo com a segurança alimentar das famílias.

Segundo o engenheiro, quem define o que será cultivado são as famílias e a equipe da Empaer faz os ajustes agronômicos, como adubação e controle de pragas e doençasm considerando a vocação de cada produtor.

“Nós perguntamos o que o produtor já tem o hábito de cultivar e procuramos alinhar o que ele já sabe para a gente ganhar tempo e cultivar nos canteiros ali. Mas a gente dá sugestão se ele tiver dificuldade em escolher. Tem uma metodologia de plantio, em que as plantas menores ficam no centro e as plantas mais altas nos canteiros mais externos”, explicou.

O engenheiro está elaborando um guia para replicar a tecnologia dos Quintais Produtivos, incluindo listas de materiais, referências bibliográficas e um relatório de impacto financeiro, demonstrando o retorno do investimento no curto e médio prazo.

Inicialmente, o foco do projeto está nas regiões do Vale do Rio Cuiabá, especialmente em Cuiabá, Poconé, Várzea Grande e Chapada dos Guimarães.

O secretário adjunto de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural da Seaf, Clóvis Figueiredo Cardoso, destacou que o Projeto Quintais Produtivos não apenas fornece uma fonte de alimento e renda para as famílias locais, mas também estabelece um novo padrão em práticas agrícolas sustentáveis e produtivas.

“Esse projeto busca contribuir com aqueles produtores que têm uma área pequena e que não consegue tirar o sustento dela. É uma ação que traz desenvolvimento sustentável e segurança alimentar apoiados por diferentes deputados e beneficiários”, pontuou. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Portal Amazônia responde: o que é comida ‘remosa’?

Um estudo buscou promover uma revisão bibliográfica sobre o tema e propor uma hipótese teórica para o fenômeno.

Leia também

Publicidade