Áreas aquecidas para 2023

Nesse artigo vou falar sobre as áreas com tendência de geração de oportunidades para o próximo ano, dando uma visão geral do que falta no mercado e o que precisa ser acompanhado.

O mercado de trabalho acumula o segundo ano consecutivo com aquecimento de vagas. Mesmo que com salários achatados e menores do que há 05 anos atrás, novas oportunidades vêm surgindo a todo vapor nos três ganchos principais da economia: indústria, comércio e serviço. Junto a isso, há uma projeção de cenário para o Terceiro Setor ter um grande aquecimento de novas vagas.

O crescimento de oportunidades também traz novidades, áreas novas e com grandes potenciais de mercado. Além delas, continuamos com demandas tradicionais em aberto e que são difíceis de preencher, como posições para o setor de petróleo e gás.

Nesse artigo vou falar sobre as áreas com tendência de geração de oportunidades para o próximo ano, dando uma visão geral do que falta no mercado e o que precisa ser acompanhado por profissionais através de capacitação profissional, formação e desenvolvimento pessoal.

Foto: Adrian/Pixabay

Manutenção industrial de petróleo e gás

É um perfil extremamente difícil de achar. Apesar de termos muitos profissionais formados em Petróleo e Gás, a especialidade em alguma área específica ainda é um fator escasso. Engenheiros e técnicos de manutenções de tanques de combustíveis, por exemplo, são duas funções que pagam muito bem, que tendem a crescer no próximo ano, mas que tem pouca oferta de profissionais.

Muitas das empresas que atuam prestando serviços para grandes estatais possuem demandas de contratações para essas categorias de profissionais e, em muitos casos, acabam não conseguindo achá-los e cancelam as vagas, o que pode gerar até mesmo a perda de um contrato.

Além do conhecimento em manutenções de tanques, também é necessário conhecer de manuseio de produtos inflamáveis, o que vai embasar o conhecimento completo para esse tipo de operação industrial.

Salário: Engenheiro em torno de R$ 18.000,00 e Técnico em torno de R$ 8.000,00, com todas as regalias de casa para morar e carro para se locomover, caso seja necessário fazer mudança de cidade ou estado.

Gestão de e-commerce

Dessa, nem se fala. Já percebeu que ao nosso redor estão surgindo muitas vagas com a nomenclatura E-Commerce? Essa cadeia vai da Venda até a Logística em si para entregas desses produtos. Até mesmo empresas que nunca atuaram com o novo conceito, já estão começando a operá-lo. Baixo custo operacional e de folha de pagamento, e alto giro de vendas: três fatores que a maioria das empresas busca nesse momento.

Por mais que pareça simples, o E-Commerce não é uma área fácil de fazer, por alguns motivos. Quem sempre atuou com Marketing de PDVs – pontos de vendas, por exemplo, terá que se aprofundar no cenário digital. Isso porque o PDV mostra a reação de clientes, o digital, não. Para entendermos essas reações, é necessário analisar muitos números, índices e métricas de ações realizadas, o que torna a atividade um pouco mais complexa do que o normal.

O salário: dependendo do porte da empresa, a média geral gira entre R$ 3.800,000 até R$ 9.000,00, havendo, claro, a possibilidade de ser mais.

Ciência de dados

É a área com maior potencial pra a próxima década. Sendo a mistura de matemática, estatística, inteligência artificial e engenharia de computação, é a engrenagem necessária para colher dados e informações para poder criar estratégias empresariais, seja com projetos, vendas, finanças, compras e tantos outros fatores.

Normalmente, essa área requer profissionais formados em Engenharia da Computação ou Estatística.

O salário: para termos uma ideia de como essa área tem grandes potenciais, um Cientista de Dados Jr ganha, inicialmente, em torno de R$ 5.000,00.

Captações de recursos

Com o anúncio do novo Governo Federal de voltar com as atividades de ONGs e fundações internacionais instaladas na Amazônia, há a tendência de criação de grandes demandas de contratações de profissionais especialistas, desde as áreas de Meio Ambiente até a de captação de recursos nacionais e internacionais para financiamentos de atividades florestais, socioeconômicas e estruturais.

Essa cadeia movimenta não somente a contratação direta para essas instituições, mas também de empresas prestadoras de serviços para atendê-las. Além disso, também gera oportunidades na área de serviços, desde a manutenção de computadores de escritórios que serão reabertos até as pequenas reformas de infraestrutura predial.

Com essa abertura para ONGs e instituições, é provável que novos CNPJs sejam instituídos e isso vai demandas muitos profissionais para captações de recursos financeiros. Para isso, é necessário ter bom conhecimento em editais públicos e privados, de empresas que patrocinam ações ambientais.

O salário: não há uma média geral. Normalmente, se paga um valor fixo + comissão na participação de cada contrato captado. O céu sendo o limite, o profissional pode ganhar muito dinheiro.

Sobre o autor

Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Comentarista de Carreira, Emprego e Oportunidade dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular.

*O conteúdo é de responsabilidade do colunista 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

A realidade da Reserva Legal na Amazônia e o Projeto de Lei 3334/2023

As Reservas Legais, juntamente com as APPs, desempenham um papel essencial nesse contexto, protegendo a vegetação nativa e garantindo acesso aos benefícios proporcionados pelos ecossistemas.

Leia também

Publicidade