Manaus 30º • Nublado
Domingo, 04 Dezembro 2022

Lady Di já plantou uma castanheira em Parauapebas, no Pará. Saiba mais:

WhatsApp-Image-2021-06-16-at-20.35.0_20220831-195403_1

Conhecida como Lady Di, a Princesa Diana era considerada uma das mulheres mais fotografadas do mundo e encantava a todos com a sua personalidade forte, autêntica e independente, revolucionando a história da monarquia britânica, conhecida por ser formal e rígida.

A princesa de Gales era muito emblemática por utilizar a sua fama para atrair atenção a questões sociais, como o caso de hanseníase e um dos momentos mais populares foi quando, em 1987, Diana apertou de forma intencional a mão de um paciente que estava diagnosticado com AIDS, um gesto para desmistificar o mito de que o HIV/AIDS poderia ser transmitido pelo toque.

Foto: Getty Images

Diana visitou o Brasil no dia 22 de abril de 1991, pouco mais de duas décadas depois da Rainha Elizabeth II. Junto com seu marido, Charles, o casal ficou 5 dias no Brasil, aterrissando na capital Brasília. O motivo da visita seria cumprir uma agenda de reuniões envolvendo a preservação ambiental.

A princesa quebrou o protocolo e não acompanhou o marido em todos os compromissos, indo visitar várias instituições de caridades dedicadas às crianças. Além disso, ela também realizou algumas visitas para 'turistar', como no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e as Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu.

O casal deixou Brasília para fazer uma rápida visita ao Projeto Carajás, na cidade de Parauapebas, localizado na região sudeste do Pará. A cidade possui mais de 200 mil habitantes, assentada na Serra dos Carajás, considerada a maior província mineral do mundo.

Foto: Reprodução / Salviano Machado

Do aeroporto, foram levados para a mina, onde puderam ver a área de exploração de minério de ferro. O casal visitou o Parque Botânico de Carajás, hoje chamado de Parque Zoobotânico Vale, no dia 23 de abril de 1991, onde plantaram uma árvore do tipo castanheira. 

Foto: Reprodução / Marcelo Carnaval

O casal, então, dirigiu-se ao núcleo residencial, onde foi recebido por cerca de 500 estudantes e moradores: Diana iria conhecer o Colégio Pitágoras e Charles conheceria o Centro de Formação Profissional de Carajás. Sempre sorrindo e de mãos dadas com dois alunos durante toda a visita, ela conversou com as crianças da turma de inglês e assistiu à peça "A Bela e o Príncipe", encenada pelos estudantes.

Enquanto isso, Charles conversava com alunos e instrutores do então Centro de Formação Profissional de Carajás (prédio onde atualmente está a área de RH em Carajás), revelando interesse pelos cursos ministrados. No fim da visita, o príncipe foi presenteado com uma espécie de prensa confeccionada pelos alunos. O casal real foram para a Casa de Hóspedes de Carajás, onde fizeram um lanche rápido e embarcaram para Brasília às 15h30. Foram pouco mais de três horas de duração.

Em dezembro de 2019, foi observada a primeira frutificação da árvore de Castanha-do-Pará (Bertholletia excelsa Bonpl.) e o primeiro ouriço desprendeu da árvore em 28 de dezembro do mesmo ano. Confira algumas imagens:

Veja mais notícias sobre Pará.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 04 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/