Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 29 Setembro 2020

ONGs do Amazonas podem se inscrever no Programa Itaú Social Unicef até o dia 21 de agosto

As organizações da sociedade civil (OSCs) do Amazonas que desenvolvem projetos de educação integral com crianças e adolescentes podem se inscrever no novo Programa Itaú Social Unicef até o dia 21 de agosto. Após concluírem o percurso formativo, serão selecionadas 40 instituições para receberem até R$ 100 mil para implementação de um plano de intervenção. Serão oferecidas até 12 vagas (30% do total) para a região Norte.

O Programa é uma reformulação do Prêmio Itaú-Unicef, que, em 2018, premiou a Casa do Rio, organização responsável pelo projeto Meninas e Meninos de Ouro, na cidade de Careiro, Amazonas. A Associação Cidadania Social e Sustentabilidade, em Parintins, ficou entre as finalistas do Estado.

Foto: Divulgação

Com investimento total previsto de R$ 4 milhões, a transformação do Prêmio em Programa tem o propósito de incentivar as organizações a ampliarem seu protagonismo e compromisso com seus territórios de atuação. Por meio do percurso formativo, aberto para todas as organizações inscritas, independente do seu porte, apoiará na elaboração de um plano de intervenção, voltado para o fortalecimento institucional e para potencializar as ações coletivas.

"No contexto da pandemia da Covid-19, ficou ainda mais visível o papel fundamental das instituições para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes. Ações mais contínuas e voltadas para resultados que possam ser alcançados e observados irão assegurar sustentabilidade no longo prazo, e permitir que elas consigam manter e aprimorar suas atividades em prol da educação integral em todo o país", explica a superintendente do Itaú Social, Angela Dannemann.

Quem pode se inscrever

Iniciativa do Itaú Social e UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), com coordenação técnica do CENPEC Educação (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), o Programa é aberto para OSCs com pelo menos um ano de atuação no país e que trabalhem na perspectiva da educação integral e inclusiva, com ações diretas para e com crianças e adolescentes.

As escolas, que antes concorriam ao prêmio, não podem mais se inscrever diretamente, mas podem ser parceiras territoriais das organizações, para integrar o processo de elaboração e acompanhamento do plano de intervenção.

Outra mudança importante do processo é que o processo de inscrição foi facilitado, pois não é preciso mais submeter um projeto. Mas é determinante que estejam preparadas para participar do percurso formativo a distância com duração de três meses. Nesse período, as OSCs poderão acessar uma rede com outras organizações da região, visando a promoção de trocas e fortalecimento do grupo.

Para inscrições e mais informações, interessados devem acessar ao site do programa. No dia 11 de agosto, às 16 horas, haverá uma live no Youtube para sanar as dúvidas sobre o programa.

Por que as OSCs?

As organizações da sociedade civil têm um papel fundamental na oferta de atividades de educação integral, conceito que compreende o desenvolvimento pleno do indivíduo, em suas múltiplas dimensões (intelectual, afetiva, ética, social e física).

Para uma educação integral de qualidade, é preciso contemplar a ampliação de tempo, aumentando o período em que crianças e adolescentes estão em contato com a aprendizagem; de conteúdos, com a diversificação do currículo; e de espaços, proporcionando às crianças e adolescentes contato com outras dimensões do conhecimento que extrapolam os muros da escola e de outros espaços institucionais. O território como um todo pode oferecer diferentes oportunidades de aprendizagem e potencial educativo.

Veja mais notícias sobre AmazonasCidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 29 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/