Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 12 Junho 2021

Motorista de aplicativo recebe homenagem no Hemoam

A solidariedade do motorista de aplicativo José Nóbrega foi reverenciada na tarde desta terça-feira (1), na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam). O profissional ficou conhecido nas redes sociais, após não cobrar a corrida de Sâmia Barroso, que levava o filho para realizar um tratamento contra leucemia na instituição.

O diagnóstico de leucemia para o pequeno Davi aconteceu em Abril. De acordo com a equipe médica do Hemoam, esse é um momento difícil para os familiares, porque eles têm que aprender a lidar com a doença e, principalmente, com o tratamento.


Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

De acordo com Sâmia, em uma das corridas para o tratamento do pequeno Davi, ela conheceu o motorista José Nóbrega."Na época, muita coisa estava dando errado para mim como, por exemplo, a perda do nosso único meio de transporte e a doença da minha filha, além da leucemia do Davi", explicou.

"A corrida era R$ 23.07, pode até parecer pouco, mas para quem precisa ir quase todos os dias fazer o tratamento, o dinheiro faz falta'', relatou a mãe de Davi no perfil do Instagram "Razões Para Acreditar".Ela disse que não se queixou de nada para o motorista, porém José indagou se David estava doente uma vez que estava sendo levado para o Hemoam.

"A única coisa que respondi é que o meu filho havia sido diagnosticado com leucemia. Ele respondeu "poxa"e ficamos calados até o fim da viagem. Quando chegou a hora do pagamento o motorista disse que não era necessário pagar, que eu precisava daquele dinheiro mais do que ele. Na hora eu fiquei emocionada e insisti para que ele aceitasse, mas ele não quis", finaliza o relato.

A publicação chamou a atenção dos internautas. Os comentários todos falando do sentimento de comoção e esperança despertado pelo motorista. "Sem dúvidas ele é um homem próspero, pois aprendeu a dividir", comentou uma seguidora. "Razões para acreditar no ser humano", afirmou outro seguidor.

Encontro

A assessoria de comunicação do Hemoam entrou em contato com José e marcou um encontro entre os personagens desta história tão especial. A equipe preparou um cartaz e lança confetes para receber o motorista que não sabia da surpresa.

Emocionado, José afirmou que fez apenas uma boa ação. "O Davi é tão pequeno e já enfrenta uma batalha tão árdua dessas. Eu fiquei tocado com toda essa história e decidi abrir mão do valor da corrida", explicou o motorista.

Ainda segundo o motorista, o mundo já vive uma situação complicada devido a Covid-19. "Porém, não podemos esquecer os nossos princípios e valores. Eu peço aos meus colegas de profissão que prestem atenção nos seus clientes, às vezes através do olhar, nós conseguimos destituir quando estão precisando de ajuda ou uma palavra de consolo", disse. 

Veja mais notícias sobre CidadesAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 12 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/