Manaus 30º • Nublado
Quarta, 17 Abril 2024

Sistema para limpar rios e lagos na Amazônia criado por estudante vence terceiro lugar na Febrace 2023

O projeto do estudante Miguel Lacerda Moreira, de 15 anos, ficou em 3º lugar na categoria 'Mentalidade Marítima', na 21ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). Ele criou o protótipo de um sistema que realiza a limpeza de rios e lagos na Amazônia usando sementes da espécie Moringa oleifera, planta nativa da Índia, mas encontrada em regiões tropicais.

O nome do projeto é 'Mauritia: um sistema com flutuabilidade aquática para limpeza e coagulação de rios e lagos através de agentes orgânicos'. O aluno tambem garantiu o 4º Lugar em Ciências Biológicas.

Testes foram realizados em canais no Centro de Macapá. Foto: Aldenir Melo/Arquivo Pessoal

Atualmente, Miguel estuda no Instituto Federal do Amapá (Ifap), mas representou a Escola Estadual Irmã Santina Rioli, em Macapá, onde estudou em 2022 e criou o protótipo de um barco que transporta as sementes. O estudante explicou a ideia e descreveu a importância de participar do evento.

"Trata-se de um sistema de flutuabilidade aquática em formato de embarcação, onde na parte inferior tem um sachê com moringa, que faz a limpeza e a coagulação sem causar qualquer dano ambiental. A importância na Febrace é que ele pode ser reconhecido a nível nacional e pode ser usado em outras regiões",

disse o estudante.
Planta Moringa oleifera. Foto: Aldenir Melo/Arquivo Pessoal

Neste processo, o protótipo funciona através do método da coagulação, onde as sementes "seguram" as impurezas no fundo de rios ou lagos e deixam a superfície limpa. Com a parte superior limpa, a incidência de raios solares atinge melhor a superfície e melhora a qualidade de vida para as espécies.

O orientador do projeto, o professor Aldenir Melo, explicou que vários testes foram realizados em Macapá e comprovaram a eficiência das sementes na limpeza. "Três sementes limpam um litro de água. Nós fizemos o teste com a água do canal do Centro e deu três mil coliformes fecais. Após uma hora de uso dos sachês com a moringa caiu para 1.970. Nós conseguimos também germinar as sementes, com a plantação na escola", explicou Melo.

Miguel Lacerda Moreira e o orientador Aldenir Melo, durante evento científico com o projeto. Foto: Aldenir Melo/Arquivo Pessoal

A Febrace é a maior feira da América Latina e é um movimento nacional de estímulo ao jovem cientista. Podem participar estudantes do 8º ao 9º ano do ensino fundamental, médio ou técnico.

A mostra presencial ocorreu entre 20 e 24 de março na Universidade de São Paulo (USP). Os projetos melhores avaliados vão representar o Brasil na Feira Regeneron ISEF, que ocorrerá em maio nos Estados Unidos.

*Por José Eduardo Lima e Rafael Aleixo, do g1 Amapá

Veja mais notícias sobre Amapá.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 17 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/