Manaus 30º • Nublado
Segunda, 27 Junho 2022

Diretor franco-espanhol lança documentário sobre cenário político no Acre em 2018

A nova produção do diretor de documentários franco-espanhol José Huerta, 'Un poète en Amazonie' ou 'Um poeta na Amazônia' (tradução livre), que será lançada nesta sexta-feira (29), foi inspirada pelo cenário do processo eleitoral brasileiro de 2018. O documentário foi gravado no Acre e a narrativa da obra acompanha o dia a dia do poeta César Félix.

Félix propôs a literatura e a poesia como forma de combater o violento ambiente que dominou as redes sociais durante aquele período. Historiador formado em Santa Catarina, o poeta acreano é conhecido por outros trabalhos, como o 'Café com Poesia'.

A partir desse trabalho, o poeta apresenta para o cinema diversos personagens do dia a dia do Acre, além de trazer suas reflexões sobre sua história e sobre o Brasil. 

"Sou o fio condutor da narrativa do filme, é através do meu olhar e da minha poesia que o filme é conduzido para ser mostrada parte da poética, da Amazônia, a cultura e arte da cultura acreana", 

conta Félix sobre seu papel no documentário.

Segundo o poeta, o principal objetivo do filme é apresentar reflexões sobre parte dos problemas que tomaram conta das famílias brasileiras a partir do acirramento ou do conflito causado pelas eleições brasileiras de 2018.

A produção foi totalmente francesa e com financiamento total do diretor do documentário. Segundo a produtora de eventos da Adufac, Sarah Jainy Moreira, a universidade não possui vínculo com a produção da obra. De acordo com ela, a expectativa é receber 100 pessoas para a exibição de lançamento.

Com relação às filmagens do documentário, César conta que elas aconteceram em diversos municípios do Acre. "As filmagens aconteceram em três momentos do ano de 2019, nos municípios de Rio Branco, Marechal Thaumaturgo e Xapuri. O elenco é constituído por artistas e não artistas acreanos que participaram de cenas na própria produção do filme", complementa o poeta.

O filme também está inscrito para ser exibido em festivais no Brasil e na Europa. Félix conta ainda que a expectativa com o lançamento é exibir a obra para o máximo de pessoas possíveis e que ela ajude o público a refletir sobre os problemas que são apresentados.

A exibição de lançamento está marcada para ocorrer às 18h, no auditório da sede da Associação dos e das Docentes da Universidade Federal do Acre (Adufac), com entrada gratuita. O uso de máscara é obrigatório durante as sessões, além de ser necessário apresentar o comprovante de vacinação e um documento oficial com foto.

*Por Pâmela Celina, sob supervisão de Janine Brasil


Veja mais notícias sobre Acre.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 27 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/