Belém se prepara para amistoso da seleção brasileira feminina de vôlei

seleção brasileira feminina de vôlei desembarca nesta nesta quarta-feira (31) em Belém para disputar o amistoso contra a República Dominicana, que ocorre na próxima quinta-feira (1º). A partida vai acontecer na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho. O público esperado no Mangueirinho é de cerca de oito mil pessoas. Os ingressos estão à venda na bilheteria do ginásio e pela internet, no site www.tudus.com.br.

Ainda em 2017, pelo menos quatro jogos da Superliga Feminina estão confirmados para a Arena Guilherme Paraense. Foto:Rodolfo Oliveira/Agência Pará
O amistoso faz parte das partidas preparatórias da seleção para a agenda de competições deste ano, que começa com o Montreux Volley Masters, entre os dias 6 e 11 de junho, na cidade de Montreux, Suíça, e inclui o Grand Prix, o Campeonato Sul-Americano e a Copa dos Campeões. Para esta temporada o Brasil conta com o talento da paraense Naiane Rios, 22 anos, levantadora, que foi convocada pelo técnico José Roberto Guimarães no último dia 16.

“Recebemos a equipe que está instalando o piso esportivo Taraflex, que é padrão nas partidas de vôlei internacional. É uma estrutura montada pela equipe da Confederação Brasileira de Voleibol em todos os ginásios onde a seleção joga”, explica o coordenador da Arena, Alexandre Schwingel. Além disso, a administração do espaço faz a manutenção, que inclui a limpeza e conservação. “Também está sendo montado o esquema de segurança do evento, com ação integrada dos órgãos de segurança do Estado”, completa.

Espaço multiuso que tem capacidade para receber 11.062 espectadores sentados, o Mangueirinho dispõe de moderna estrutura, reconhecida por atletas de nível internacional. Totalmente refrigerado e adaptado para pessoas com deficiência – e com 215 vagas de garagem –, o ginásio tem oito lanchonetes (com duas para pessoas com deficiência), oito cabines de imprensa e o moderno placar eletrônico de quatro faces. “Só existem quatro desse tipo em todo o Brasil, e um deles está aqui”, destaca Alexandre.

O Mangueirinho é a arena ideal para esse tipo de evento e uma das melhores do Brasil. Foto:Rodolfo Oliveira/Agência Pará
Estrutura

O Mangueirinho é a arena ideal para esse tipo de evento e uma das melhores do Brasil, segundo atletas e jornalistas especializados. Para a partida de quinta-feira, a expectativa é de grande público. “O vôlei é um dos esportes mais praticados no Brasil e tem muita força no Pará. Trazer a seleção é uma forma de brindar os admiradores dessa modalidade e de incentivar os nossos jovens”, diz a secretária de Estado de Esporte e Lazer, Renilce Nicodemos. A última vez que a seleção brasileira feminina esteve no Pará foi em 2001, quando jogou dois amistosos contra Cuba. As partidas marcaram a inauguração do Ginásio Almir Gabriel, em Ananindeua, região metropolitana de Belém.

O coordenador da Arena Guilherme Paraense revela que pelo menos quatro jogos da Superliga Feminina estão confirmados para o ginásio este ano. E a ideia é atrair cada vez mais partidas para o espaço. “O Mangueirinho está preparado para receber jogos das mais diversas modalidades esportivas, do futsal ao handebol. Queremos fomentar o esporte, que é a finalidade da arena, mas é claro que temos estrutura também para eventos sociais. Para isso contamos com quatro camarins”, afirma Alexandre Schwingel.

Treinos

Segundo agenda divulgada pela Confederação Brasileira de Voleibol, os treinos da seleção brasileira ocorrem na quarta, das 19h às 21h, e na quinta, das 10h30 ao meio-dia. As jogadoras e o técnico José Roberto Guimarães vão atender a imprensa depois das atividades. Os ingressos para o jogo podem ser adquiridos até o dia do evento e custam R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia-entrada).
Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Proteção de territórios indígenas na Amazônia é discutida entre pesquisadores brasileiros e britânicos

A ideia do workshop é ouvir as demandas dos povos indígenas e discutir a proteção de seus territórios.

Leia também

Publicidade