Arena da Amazônia é marcada por recordes e fatos históricos

O ano de 2016 foi de recordes e muitos fatos históricos para a Arena da Amazônia. Maior público registrado, número expressivo de eventos realizados no Podium, estreias de técnicos, despedida de atleta e, claro, nunca se abriu tanto os portões do estádio para que o principal atrativo do local, o campo, fosse utilizado. Ao todo, foram jogos que empolgaram os amazonenses e até pessoas de outros Estados e países que conferiram de perto o Brasileirão Feminino e Masculino, o Campeonato Carioca, a Copa do Brasil, o Campeonato Amazonense, Olimpíadas, Eliminatórias do Mundial da Rússia, e o Torneio Internacional Feminino de Seleções. Opções não faltaram para a população adotar o local como ‘segunda casa’.

Foto: Alfredo Fernandes/Divulgação
O titular da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Fabrício Lima, destaca que das 49 vezes que o gramado foi ocupado pelos times de futebol, 20 foram pelas equipes locais que disputaram o Estadual. As partidas de camisa de fora e das Seleções, proporcionaram a movimentação do Fundo Estadual de Esporte e Lazer (Feel), que arrecadou porcentagens distintas dos diversos eventos.

Os mais de 4,410 minutos de bola rolando reuniram 371 mil pessoas durante o ano na apoteótica praça esportiva. Profissionais da imprensa do Brasil e de vários países também se renderam a beleza do estádio. “Manaus é uma cidade grande, possui um estádio muito lindo, muito bem feito e com detalhes chamativos”, disse um dos principais nomes da imprensa colombiana, a jornalista da TV Caracol, Marina Granziera, em jogo das Eliminatórias entre Brasil e Colômbia no mês de setembro.

Nomes consagrados do futebol também elogiaram a Arena, que provou dar sorte quando o assunto é estreia de técnicos. Isso porque, tanto Tite (à frente da Seleção Brasileira Masculina) quanto Emily Lima (comandante do Time Canarinho Feminino) saíram do estádio amazonense cantando vitória. Pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, o Brasil venceu por 2 a 1 os colombianos, com gols de Miranda e Neymar, e as meninas deram show ao conquistar o sétimo título da Copa CAIXA de Seleções, com um saldo de 18 gols.
Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Nova espécie de peixe única no mundo é descoberta na Amazônia peruana

O IIAP, em coordenação com as autoridades peruanas, implementa medidas de controle para garantir sua conservação efetiva.

Leia também

Publicidade