Preço do açaí apresenta queda na região metropolitana de Belém

O preço do açaí comercializado em feiras livres, supermercados e pontos de venda na região metropolitana de Belém apresentou queda pelo terceiro mês consecutivo em agosto, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA) e divulgada nesta quarta-feira (28).

Segundo o levantamento do Dieese-Pa, o preço do litro de açaí do tipo médio foi encontrado no mês de agosto custando R$ 19,37 em média, apresentando uma queda de 18,28% em relação aos preços praticados no mês de julho, quando foi comercializado em média a R$ 23,71. No entanto, a pesquisa ressalta que, no balanço dos primeiros oito meses de 2016, a alta acumulada neste tipo de açaí chegou a quase 12%, contra uma inflação estimada em torno de 6% para o mesmo período.

Preço do açaí caiu em Belém. Foto: Divulgação/Agencia Pará
A pesquisa ressalta ainda a diferença entre os preços em função dos vários locais de vendas. Na última semana de agosto, o litro do açaí do tipo médio foi encontrado com os seguintes preços: nas feiras livres, o preço variou entre R$ 15,00 e R$ 20,00, e nos Supermercados o preço variou de R$ 18,00 a R$ 23,00.

Em relação ao açaí do tipo grosso, o levantamento constatou uma queda de 17,57% no mês de agosto, quando foi comercializado em média a R$ 28,26, em relação ao mês de julho, quando era encontrado pelo preço médio de R$ 23,29 por litro. Durante o ano de 2016, o produto ainda acumula alta de 3,61%. O açaí do tipo grosso foi encontrado na última semana de agosto com preços variando entre R$ 20,00 e R$ 25,00 nas principais feiras livres da cidade.

Já o tipo papa, que só é comercializado em Feiras Livres da Grande Belém, apresentou queda de 12,75% de julho para agosto. No ano, o produto apresenta uma alta acumulada de 20,29%. A pesquisa constatou na última semana de agoto que o produto foi comercializado entre R$ 25,00 e R$ 30,00 por litro nas principais feiras livres da região metropolitana.

*Com informações do G1 Pará

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Demandas do centro-sul impactam no desmatamento da Amazônia mais do que exportações

O estudo ressalta que, apesar de afetar diferentes biomas da Amazônia Legal, o desmatamento ocorrido até agora no Brasil se concentrou geograficamente nessa região.

Leia também

Publicidade