Projeto destaca protagonismo feminino de compositoras maranhenses

O projeto já conta com nove músicas gravadas e prontas para serem disponibilizados ao mercado.

Com foco na promoção do protagonismo feminino e para colaborar na criação de um ecossistema de apoio a às compositoras maranhenses, a artista Valéria Sotão desenvolveu o projeto ‘Criação e fortalecimento de um ecossistema de apoio a profissionais mulheres da música autoral do Maranhão’.

A iniciativa foi selecionada no edital ‘Economia Criativa’, realizado pelo Governo do Maranhão, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) e pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Maranhão (Sebrae).

O presidente da Fapema, Nordman Wall, destacou a relevância em apoiar projetos que fomentam e promovem a economia criativa e, neste caso, priorizando as mulheres e suas produções autorais na música maranhense.

“Investir nos talentos femininos que enriquecem nossa cultura, criam oportunidades econômicas e sociais significativas. Este edital vem com a proposta de dar voz e vez a esta forma de empreendedorismo. Ao incentivarmos e apoiarmos essas compositoras, estamos promovendo a diversidade cultural, fortalecendo a identidade local e ampliando os horizontes artísticos de nossa região. Além disso, estamos contribuindo para o empoderamento feminino, estimulando o reconhecimento e a valorização do trabalho das mulheres”, avaliou.

Valéria Sotão conhece bem este cenário. É formada em jornalismo, cantora e compositora, e a partir de seu projeto, quer potencializar a cena de música autoral do Maranhão e abrir caminhos para as mulheres mostrarem e também, produzirem seus trabalhos, apoiando para a execução dos processos relacionados à gravação de álbuns de música autoral. Ela observa que o Maranhão é um “enorme celeiro” de artistas das mais diversas linguagens, mas o cenário de estímulo às artes não é dos mais animadores e necessita de mais meios de suporte aos fazedores de cultura.

O projeto nasceu da necessidade dela própria articular recursos para a gravação do seu primeiro álbum de música autoral. Diante disso, desenvolveu uma proposta para realizar o registro em estúdio e, paralelamente, criar e fortalecer um ecossistema de apoio a profissionais mulheres da música autoral no Maranhão.

“Principalmente às que desenvolvem suas especialidades artísticas de forma autoral e independente. Quando fazemos o recorte para o público feminino, os índices são ainda menores. Pensando nisso, desenvolvemos este projeto com fins a possibilitar a promoção de um trabalho coletivo, ou seja, pensando em solucionar um problema que atinge a mim e outras colegas da música. Portanto, nosso foco é conseguir executar gravações de trabalhos autorais de artistas maranhenses, com recorte para o público feminino”, explica Valéria Sotão.

Ela destaca que o projeto acolhe diversos ritmos, tendo suas maiores referências como Caetano Veloso, Bethânia, Gal, Gil, Rita Lee, além de ícones da nova MPB ao indie pop, do reggae ao samba, sem perder a forma única de criar. Na proposta, os processos que compreendem a gravação do álbum passam pelos ensaios, gravação de guias, gravação de instrumentos e voz, mixagem, masterização e concepção de identidade visual.

A proposta contempla, ainda, atividades como reuniões de alinhamento entre equipe, articulação com parceiros, divulgação, seguidos de mapeamento de empresas e artistas e capacitações. Serão promovidas também, mentorias para estimular práticas que fortaleçam os trabalhos, envolvendo temáticas como elaboração e aprimoramento de portfólios, gerenciamento de carreiras artísticas, participação em editais e acompanhamento e análise dos perfis aptos e competitivos para participar da etapa final de apresentação dos trabalhos das artistas participantes do processo para potenciais investidores e críticos da música do estado.

“Com esses direcionamentos e suportes que o projeto proporciona, será possível vislumbrar oportunidade às artistas maranhenses de música autoral, para que possam atrair parceiros e investidores das mais diversas áreas. Pretendemos também possibilitar a implementação dos seus respectivos projetos musicais. Com isso, não só eu terei possibilidade de apresentar meu novo álbum, como também, abrirei portas para outras mulheres compositoras e intérpretes do cenário musical maranhense”, avalia Valéria Sotão.

A execução da proposta ganhou concretude graças ao apoio da Fapema e do Sebrae, reconhece a artista. “Se não fosse a Fapema e o Sebrae, como principais patrocinadores, não teríamos a possibilidade de fazer, tanto o evento, quanto o projeto inteiro, assim como a gravação do disco. Então, foi de extrema importância esse patrocínio”, afirmou.

Os próximos passos serão a finalização da gravação das músicas do disco, que está em processo, seguido do show, roda de conversa e rodada de negócios com produtores locais para abertura de novas oportunidades.

Avaliação

O projeto já conta com nove músicas gravadas e prontas para serem disponibilizados ao mercado. As composições serão divulgadas no show Elas por Elas, evento resultado do projeto apoiado pela Fapema. O show traz produções de compositoras maranhenses e é uma das etapas do projeto que possibilita o mapeamento de compositoras e o fortalecimento de suas carreiras.

Além da Valéria Sotão, o projeto conta com as perfomances das cantoras-compositoras Amanda Quixa, Becky Barros, MC Morango, Yasmin Viana, Anelym, Zayda Moraes, Helyne, Andréa Frazão e Georlinda Ferro, que terá suas composições interpretadas pela cantora Paula Reis. “O show é dedicado à música autoral que oportunizará às artistas o fomento de suas carreiras e o registro visual de suas apresentações para compor seus portfólios artísticos”, explica Valéria Sotão.

O projeto inclui ainda uma roda de conversa como processo formativo com o tema ‘Desafios das compositoras no MA’ e roda de negócios para que as compositoras apresentem seus trabalhos a potenciais parceiros culturais, produtores da área musical e investidores. As atividades serão realizadas nos próximos meses.

*Com informações da Fapema

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Entenda qual a função de um consulado e quais estão presentes nas capitais da Região Norte  

Os serviços prestados por um consulado são essenciais na diplomacia internacional, pois fornecem assistência e proteção aos cidadãos de um país em território estrangeiro.

Leia também

Publicidade