Manaus 30º • Nublado
Quarta, 05 Outubro 2022

Inspiração, preço e calor: a vida de quem faz cosplay no Amazonas

Michelon-como-o-personagem-Dante

Cosplay é o hobby de uma pessoa que costuma se caracterizar de um personagem, que pode ser do universo dos games, quadrinhos, animações ou animes (desenhos animados japoneses). E não pense que a vida de um cosplayer (quem faz cosplay) é fácil. A atividade exige empenho, jogo de cintura e disponibilidade financeira.

Para conhecer mais dessa atividade dentro do universo, o Portal Amazônia conversou com alguns cosplayers que falaram sobre como é fazer cosplay no Amazonas. 

Amazonenses se fantasiam como seus personagens favoritos. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

Se tem um personagem que é utilizado como cosplay é o Homem-Aranha. Em qualquer evento geek é possível encontrar as mais diversas facetas do herói criado por Stan Lee e Steve Ditko. Este ano, o jovem Moisés Costa, de 19 anos, decidiu investir no 'alter ego' de Peter Parker e realizou o seu primeiro cosplay.

"Sou fã do personagem desde criança. Perdi a conta de quantas vezes assisti aos filmes, principalmente, dos feitos por Sam Raimi. Por isso, tive vontade de criar o meu próprio cosplay do Homem-Aranha", disse.

Tudo é novo para Moisés. Ele está testando o personagem em eventos dedicados ao público geek. A fidelidade de seu traje tem chamado a atenção das pessoas. "Todo mundo pede para tirar foto, então acho que estou na direção certa. Tenho como objetivo refazer outros uniformes do Homem-Aranha, só que isso demanda tempo e dinheiro", afirmou o jovem.

Diversidade

As possibilidades são infinitas no universo cosplayer e isso chamou a atenção da universitária Letícia Maia, de 18 anos. A jovem foi apresentada ao anime 'One Piece' pelo pai e passou a procurar mais produções japonesas para assistir. "Acabou se transformando em paixão. O 'One Piece' abriu novas portas e pude desfrutar de outros animes", contou ao Portal Amazônia.

Recentemente, Letícia passou a se vestir como a personagem Ram de 'Re: Zero'. "Ainda sou tímida, afinal, não tem essas coisas no Amazonas, apesar de ser comum em outros países. O único problema é o custo das roupas e acessórios, porém, não tira a vontade de continuar produzindo novos trajes", disse. 

Experiência no universo cosplayer

Sabe o que os personagens Dante (Devil May Cry), Capuz Vermelho (Batman), Sub-zero (Mortal Kombat) e Chris Redfield (Resident Evil) têm em comum? Eles já foram representados pelo cosplayer Michel Souza, de 40 anos. O trabalho é intenso e exige atenção para que o traje fique fiel ao do personagem.

"É o resultado de um grande esforço, só que todo o trabalho recompensa quando vemos o resultado. As pessoas estão começando a entender mais sobre a atividade de um cosplayer e estão dando valor para nós", 

afirmou.
Mas então o que mais atrapalha o desempenho de um cosplayer na região? Aos risos, Michel conta que, além do dinheiro, o calor da região amazônica é o principal inimigo de quem deseja se fantasiar.

"Temos um calor insano e a maioria dos trajes exigem que as pessoas fiquem cobertas, seja por uma máscara ou casaco. Só que não deixamos a peteca cair e continuamos a encantar os amazonenses que apreciam um bom cosplay", disse Michel.

Veja mais notícias sobre CulturaAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 05 Outubro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/