Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 27 Outubro 2020

Produções amazonenses se destacam no Festival de Gramado 2020

Duas produções audiovisuais do Amazonas se destacaram no Festival de Gramado 2020 realizado na noite deste sábado (26). O curta-metragem "O Barco e o Rio" trouxe para o Estado cinco prêmios na mostra competitiva de curtas-metragens. Já a animação "Lupita no Planeta de Gente Grande" conquistou o prêmio de Melhor Animação Infantil do Conexões Gramado Film Market.

Dirigido por Bernado Ale Abinader, o curta-metragem "O Barco e o Rio" se destacou levando cinco kikitos nas categorias: Melhor Filme, Melhor Direção, Direção de Arte, Direção de Fotografia e Júri Popular. Quebrando o jejum de mais de 20 anos sem produções amazonenses no Festival de Gramado.
Foto: Divulgação

Para o diretor do curta-metragem, Barnardo Abiner, a vitória é um marco para o Amazonas. "Estamos vivendo um período conturbado, então, tivemos a oportunidade de mostrar a força da cultura manauara. Não é fácil, mesmo com pouco, conseguimos executar um bom trabalho, isso prova que os investimentos são necessários", disse.

Além do investimento financeiro, Abiner, destaca que a pesquisa é o principal foco de qualquer produção audiovisual. "A gente fez pesquisas e trouxemos a vivência de pessoas que conhecemos, como por exemplo, as personagens do curta podem ser nossas tias, primas e irmãs. Fizemos uma investigação da rotina dos moradores da zona portuária e, também, de como alguns temas influenciam na nossa subjetividade", destacou o diretor.

A ilusão da sétima arte

O Diretor de Arte do curta-metragem amazonense, Francisco Ricardo, contou a equipe do Portal Amazônia que receber o kikito foi uma surpresa. "Eu realmente não esperava. Já tinha visto outros e curtas e, imaginei que seria o "Joãozinha da Gome", pois, tem uma arte linda também. Ainda não estou acreditando", afirmou o profissional que destacou a importância da vitória para o cinema regional.

Foto: Divulgação

Sobre construir a direção de arte dentro de um espaço tão limitado como um barco, Ricardo, explicou que tudo é questão de sensibilidade. "O barco era um lugar pequeno e restrito para movimentação. Então, a gente passou três dias indo para o interior pintar e preparar a embarcação. Aprendi muito como pensar os espaços incomuns e construir narrativas com o Oscar Ramos", afirmou.

No curta-metragem, a sensação que o público tem é de um barco velho e decadente, mas, segundo Ricardo é a mágica do cinema. "As pessoas perguntas se o barco era antigo, mas é tudo arte. Tudo que é visível no filme é pensado como arte e fotografia", explicou.

Confira o trailer do curta:

História

O filme conta a história das irmãs Vera e Josi, donas de uma embarcação simples, herdada da família, e ambas com personalidades bem diferentes. Vera é religiosa e cuida do barco com esmero, enquanto Josi prefere beber com as amigas e se envolver sem compromisso com homens do porto. As duas imaginam destinos diferentes para o barco e para a vida: uma quer vender a embarcação e a outra enxerga na herança o seu único sustento.

No elenco, Isabela Catão e Carolline Nunes interpretam as protagonistas. A ficha técnica também conta com produção executiva de Hamyle Nobre, direção de fotografia de Valentina Ricardo, direção de arte de Francisco Ricardo, trilha musical de Heverson Batista (Batata), trilha sonora original e desenho de som de Lucas Coelho, montagem de César Nogueira e direção de produção de Keila Serruya, entre outros nomes. Este é o quarto filme de Bernardo Ale Abinader, que também já dirigiu os curtas "Os monstros", "Amém" e "A goteira". 

Lupita

Em sua quarta edição, o Conexões Gramado Film Market realiza mais uma vez seu Concurso Interativo, que premia a melhor Série Brasileira e Documentário Brasileiro. Das quase 500 inscrições, cinco produtos foram selecionados para a votação, que ocorreu via internet.

A Melhor Série Brasileira é "Lupita pelo mundo", série de animação infantil dirigida e produzida por Petit Fabrik e Druzina Content. A produção receberá um valor de 5 mil reais em serviços de infraestrutura, no centro de produção audiovisual e, também, a possibilidade de licenciamento para TV por assinatura nos canais Box Brasil e na plataforma Box Brasil Play.

Foto: Divulgaç
Lupita é uma bebê astronauta que acaba de chegar a este planeta estranho e fascinante em que todos vivemos. Ela ainda está descobrindo o mundo ao seu redor. Do quarto ao parque da cidade, da cozinha à praia: tudo é uma oportunidade de aprender e se divertir com seus novos amigos.

Esta série animada para pré-escolas ensina as crianças sobre lugares, cores e objetos, mas também retrata valores importantes como amizade e ajuda. A primeira temporada já está sendo produzida e teve sua exibição pelos canais TV Cultura e Canal Brasil.

O projeto foi um dos vencedores do PRODAV 08/2015, iniciativa governamental de apoio à indústria cinematográfica brasileira.


Veja mais notícias sobre AmazonasArte.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 27 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/