Manaus 30º • Nublado
Segunda, 29 Novembro 2021

Oceano Verde

Na busca pelo sucesso ou em aprimorar nossa consistência, enquanto empreendedores ou empresários, precisamos entender as atitudes e as ações que fizeram diferença positiva durante a jornada, ao mesmo tempo em que olhamos para frente para encontrar o caminho mais adequado em meio ao nevoeiro de incertezas.

Acredito que uma parte dos queridos leitores já ouviu falar, ou até mesmo já leu, o livro A Estratégia do Oceano Azul, um best seller de W. Chan Kim e Renée Mauborgne. É apresentado um conceito de empreendedorismo e negócios que incentiva a busca por mercados ainda não explorados (o "oceano azul"), em vez de enfrentar uma concorrência que é acirrada em mercados já consolidados (no livro, chamados de "oceano vermelho"). Trata-se de um estímulo à inovação, não necessariamente tecnológico, mas um negócio nunca antes visto.

Mas onde o oceano azul e o oceano vermelho se tornam um oceano verde?

América do Sul vista do espaço com atmosfera e nuvens. Elementos desta imagem fornecidos pela NASA - Imagem: Shutterstock.

Bem, após a realização da Cúpula do Clima e da aprovação pela Comissão Europeia da Diretiva de Relatórios de Sustentabilidade Corporativa neste mês de abril de 2021, será exigida, cada vez mais, uma ultra transparência e um compromisso real das organizações do primeiro, segundo e terceiro setor com as boas condutas, padrões de sustentabilidade, valores das organizações e modelo de governança. O assunto é levado tão a sério que os critérios de conduta ESG (Environmental, Social and Corporate Governance) estão reverberando bastante no mercado corporativo mundial atualmente.

É neste ponto que reside o Oceano Verde. Mesmo com toda a fragilidade e fragmentação do ecossistema da Amazônia Legal, é impossível não perceber as inúmeras oportunidades que a região possui para o desenvolvimento de novos negócios sustentáveis! São grandes os dilemas da região, o que proporciona espaço e oportunidades para inovações - que quase sempre resultam em invenções e promovem novos empreendimentos, gerando um impacto verdadeiramente positivo na sociedade.

Todas as organizações - da mercearia do senhor João às grandes multinacionais -, sem exceção, possuem diversos desafios na busca de uma operação mais sustentável. Seja em busca da gestão eficiente de resíduos, seja na gestão eficaz dos recursos naturais, seja na adoção de processos que englobam a economia circular, além de tantas outras coisas.

Os empreendedores e empresários que se engajarem nesta jornada desfrutarão infalivelmente do Oceano Verde, pois não existe transparência e sustentabilidade sem mudança de um modelo mental, de negócios, de produtos, de serviços, de sistemas e de novos olhares.

Aqueles que me conhecem através das relações pessoais ou profissionais como consultor sabem que a curiosidade, genuinidade e inquietude são o meu tripé! Sempre busquei criar significado e relevância para os clientes, para a Hayashi Consultoria e para a sociedade, porque acredito que me preocupar unicamente com a minha própria felicidade é egoísmo. Ao mesmo tempo, sei que me preocupar apenas com a felicidade dos clientes e da sociedade é hipocrisia.

O verdadeiro sentido de atuação, para mim, é quando trabalhamos juntos para a felicidade coletiva. Esta é a razão pela qual eu enxergo um oceano de oportunidades para a nossa região, onde muitos só veem o trivial e o limitado. Portanto, buscando seguir o meu propósito de vida e da minha empresa, fui em busca de novos conhecimentos sobre os padrões de relato de sustentabilidade.

Como a minha mente não se aquieta, em breve, trarei novos insights para soluções em produtos e serviços para apoiar as organizações e a sociedade numa transição mais do que importante e urgente! Há coisas simples e há coisas complexas que surgirão, mas uma coisa é certa: precisamos caminhar. Existe o melhor caminho? Não! Somente o mais adequado para cada organização/empresa, pois no palco da Sociedade 5.0, quanto mais a tecnologia avança, mais os aspectos humanos se tornam fundamentais.

Para finalizar, deixo uma pequena reflexão através das palavras do poeta espanhol Antônio Machado: "Caminhante, não há caminho, o caminho se faz ao caminhar".

Até a próxima! E não deixe de aproveitar o final de semana com a sua família, pois como eu sempre digo: tempo é vida!


Vitor Kurahayashi

Vitor Kurahayashi é mentor e consultor, fundador da Hayashi Consultoria Soluções em Sustentabilidade, diretor no grupo TravelCorp, professor em MBA nos cursos de Gerenciamento de Projetos e Gestão Estratégica de Negócios, atua como voluntário no Instituto Soka Amazonas e no Capítulo Amazônia do Project Management Institute (PMI-AM). Administrador pela Universidade Católica de Brasília – UCB, Master em Business Administration pela FGV e em Gestão Estratégica de Negócios pela UCB; doutorando em Educação Superior pela Universidade Nacional de Rosario – UNR, na Argentina. 

Veja mais notícias sobre Sociedade 5.0.

Veja também:

 

Comentários: 2

Giselle Texeira em Sábado, 01 Mai 2021 09:55

Concordo!
As empresas terão que se preocupar cada vez em vários aspectos/setores para acontecer essa mudança!
Esse é o momento, é preciso mudar.
Temos que nos preocupar com quem está “ao nosso lado” SIM, temos que gerar impactos positivos em nossa sociedade SIM!
Parabéns!
Excelente texto!!!


Concordo! As empresas terão que se preocupar cada vez em vários aspectos/setores para acontecer essa mudança! Esse é o momento, é preciso mudar. Temos que nos preocupar com quem está “ao nosso lado” SIM, temos que gerar impactos positivos em nossa sociedade SIM! Parabéns! Excelente texto!!!
Michelle em Sábado, 01 Mai 2021 11:38

Brilhante matéria meu amigo. Gratidão

Brilhante matéria meu amigo. Gratidão
Visitante
Segunda, 29 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/