Greve dos Rodoviários no T1 é suspensa após negociação com SMTU

Após negociação com representantes da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), o Sindicato dos Rodoviários decidiu suspender a greve que iniciou na tarde desta quarta-feira (21), que durou entre 15h30 e 17h20.  Ao todo, 394 coletivos pararam no Terminal de Integração 1 (T1), e nas ruas adjacentes, a ação prejudicou cerca de 200 mil passageiros. 

Foto: Rodolfo Viana/Cedida
Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Josenildo Silva, as empresas não têm repassado o salário para funcionários, e também, atrasado o pagamento do plano de saúde. “Os empresários precisam criar vergonha e pagar os trabalhadores, todos os meses é essa situação, a população paga em dinheiro, todo dia, ida e volta, como eles não têm verba para nos pagar?”, questionou.

Ainda de acordo com Josenildo, as empresas de transporte tem até a manhã desta quinta-feira (22) para quitarem as dívidas, caso contrário, os rodoviários começarão uma nova greve. “Eles sempre fogem das negociações, são covardes. Eles usam a população de Manaus como refém, pois, se trata de um serviço essencial. A gente espera que o presidente do  Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) se acerte com os trabalhadores. Amanhã talvez os trabalhadores cruzem os braços nas garagens”, afirmou.

O assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges, os rodoviários serão notificados pela ação. “Vamos informar a justiça do trabalho sobre a paralisação irregular, para que as medidas cabíveis sejam aplicadas, já que houve descumprimento da lei de greves”, destacou.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Manaus receberá Painel do “Amazônia que Eu Quero” no Auditório do SEBRAE/AM

Nesta quarta-feira (12), o painel do programa "Amazônia que Eu Quero" que tem como tema a "Bioeconomia: soluções inovadoras...

Leia também

Publicidade