Presépio e árvore de Natal na orla de Macapá são feitos com quase 3 mil garrafas pet

Aproveitando o clima natalino para enfeitar a praça da orla do Cidade Nova, na Zona Leste de Macapá, moradores do bairro resolveram se juntar e construir um presépio e árvore de Natal. Até aí, tudo bem comum, se não fosse pelo material escolhido para o trabalho.


Quase 3 mil garrafas pet compõem a obra que, além de retratar o nascimento de Jesus, busca conscientizar os moradores da área de periferia sobre o reaproveitamento do material plástico.


 A decoração, idealizada pela gestora pública Sandra Ferreira, de 49 anos, acontece pelo segundo ano consecutivo na praça.

Moradora do bairro há 20 anos, ela diz que é preciso mais iniciativas do tipo em outros pontos da capital.


“A garrafa pet é muito útil, mas polui ainda mais a nossa natureza. Então pensando nisso nós fizemos esse projeto que ficou muito lindo. É uma forma também de chamar atenção para reciclagem e motivar outras pessoas a fazerem o mesmo”, contou Sandra, que realizou o montagem com apoio dos vizinhos.



Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Ainda com olhar ambiental, Sandra garante que após o desmonte da árvore e do presépio as garrafas pet serão doadas a uma associação que fabrica vassouras com o material reciclado.
Além do apoio de vizinhos, a iniciativa contou com doações de garrafas recolhidas por alunos e funcionários de uma das escolas do bairro, a Maria Ivone, e de quem frequenta igrejas na região.

A prefeitura contribuiu com a iluminação do espaço. A construção durou cerca de um mês, com os trabalhos acontecendo até mesmo de madrugada.


Foto: Reprodução/Rede Amazônica

 

Mas nada que abalasse a vontade de fazer algo de bom pelo espaço público, que é mais lembrado pela violência do que pela beleza da paisagem da orla, como relata Sueli de Paula, de 50 anos. Ela também ajudou na construção da obra.


“Nosso bairro sempre foi visto por violência, e uma iniciativa dessa dá um ar novo à praça. Vizinho que eu nunca tinha visto vindo nessa praça visitou e nos deu os ‘parabéns’ pela construção”, contou a empreendedora, que reside há 25 anos no Cidade Nova.

A inauguração do presépio e árvore de Natal aconteceu no dia 14 de dezembro, com apresentações teatrais, corais, cordel, feira de artesanato, doação de brinquedos e dinâmicas recreativas às crianças do bairro.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Borboleta amazônica híbrida: pesquisa comprova nova espécie

As análises genéticas e ecológicas indicam que os primeiros cruzamentos entre as duas espécies de borboletas que originaram a nova ocorreram há cerca de 180 mil anos.

Leia também

Publicidade