Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 11 Abril 2021

Relembre as quatro maiores cheias nas capitais da região Norte

pedro_devani

Nesta semana, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) divulgou o primeiro alerta de cheia do rio Negro para Manaus em 2021, com previsão de atingir a cota história. No entanto, lidar com os altos e baixos dos rios é uma realidade que o nortista conhece bem. O Portal Amazônia listou as quatro maiores cheias de rios nas capitais da região. Confira:

Cheia do Rio Negro, em 2012

Em 2012, o rio Negro alcançou a marca histórica de 29,97 metros na medição do Porto de Manaus, índice registrado em 29 de maio. Essa foi a maior cheia em 110 anos, início da série histórica. Mais de 29 mil pessoas foram afetadas pela enchente, que inundou casas, comércios e pontos turísticos de Manaus, como o Relógio Municipal, a Alfândega do Porto de Manaus e a praia da Ponta Negra. A cheia atingiu o Centro histórico e outros 15 bairros da capital.

Segundo o CPRM, foram 230 dias cheia, o que corresponde a quase dois terços do ano. Além da capital, outros 37 municípios do Amazonas foram atingidos pelas cheias em 2012.

Foto: Carlos Eduardo Matos/G1 AM

Cheia do Rio Madeira, em 2014

Em 2014, as águas do rio Madeira chegaram a 19,69 metros em Porto Velho, capital de Rondônia, e afetaram cerca de 100 mil famílias. Essa foi a maior cheia desde 1997, consequência do volume de chuvas acima da média nas nascentes do rio Madeira, que ficam na Bolívia e no Peru. A enchente também afetou os municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré.

Foto: Eliete Marques/G1 RO

Cheia do Rio Acre, em 2015

Maior cheia em 135 anos, a enchente de 2015 do rio Acre em 2015 chegou à marca de 17,88 metros em Rio Branco. A cheia atingiu 53 bairros da capital acreana e afetou mais de 80 mil pessoas diretamente. O índice mais alto atingido pelo Rio Acre até então era de 17,66 metros, fenômeno ocorrido em 1997.

Foto: Pedro Devani/Secom-AC

Cheia do Rio Branco, em 2011 

Em junho de 2011 o rio Branco, em Boa Vista, atingia a marca de 10,02 metros, o maior nível registrado em 35 anos de medição. Praticamente todos os municípios de Roraima entraram em situação de emergência por conta das fortes chuvas. Na capital, foram mais de 600 famílias diretamente afetadas pela cheia atendidas pela Defesa Civil municipal.

Foto: Divulgação/Secom-RR

Veja mais notícias sobre AmazôniaCidadesMeio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 11 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/