Nostalgia: relembre as logos que fizeram parte da trajetória do canal Amazon Sat

O canal Amazon Sat estreia uma identidade visual diferente nesta terça-feira (31) e também nova grade de programação. 

Considerado primeiro canal voltado à cultura amazônica e suas regionalidades, o Amazon Sat estreou na década de 90, se firmando como um grande produtor de conteúdo da Amazônia Legal e Internacional.

Mais de 20 anos após sua estreia, o canal representa um símbolo cultural na memória afetiva de amazônidas e entusiastas da região. E a partir desta terça-feira (31), estreia uma nova identidade visual, consolidando a diversidade de conteúdos de uma região rica, diversa e plural.

O Portal Amazônia reuniu as logos que fizeram parte dessa história e mostra a ideia por trás da nova identidade visual. Confira:

1995-1997 

Foto: Reprodução/Amazon Sat

 1997-2000

Foto: Reprodução/Amazon Sat

 2000-2012

Foto: Reprodução/Amazon Sat

 2012-2014

Foto: Reprodução/Amazon Sat

2014-2016 

Foto: Reprodução/Amazon Sat

 2016-2018

Foto: Reprodução/Amazon Sat

 2018-Atual

Foto: Reprodução/Amazon Sat

Nova identidade

A nova identidade do Amazon Sat reflete um resgate das origens editoriais do canal aliado a uma perspectiva moderna e de inovação. O coordenador-geral do Amazon Sat, Lemmos Ribeiro, comenta um pouco sobre a mudança: 

“A mudança do Amazon Sat vem do conteúdo e da plástica de toda identidade. É como um casamento, mais moderno, mais atualizado, que conversa com o público adulto, mas também com o público mais jovem. Então a gente quis resgatar a memória afetiva do Amazon Sat que todo mundo conhece com um toque mais moderno”,

explicou.

Mais cores, mais diversidade 

Até então, as logos que o Amazon Sat já teve, possuíam paletas de cores voltadas ao azul e ao verde da região. Com a nova reformulação, mais cores passam a fazer parte dessa identidade, como relata o supervisor de programação do Amazon Sat, Sayman H. Queiroz:

“A nova identidade traz, pra quem vai assistir, aquela expectativa de explosão de cores. Milhares de cores, milhares de culturas, por isso ela tem um tom vibrante que vai do amarelo, do roxo, do laranja e todas essas cores que trazem essa vibração da Amazônia. E essa é a idealização da nova marca do Amazon Sat”,

pontua.

Foto: Reprodução/Amazon Sat

Em relação ao projeto gráfico, ficou a cargo de diretores de arte, animadores e designers do Grupo Rede Amazônica. O coordenador de promo, Adão Torres, participou da reformulação e explica um pouco sobre como foi o processo.

“Quando a gente pensa na construção visual para uma empresa de comunicação que leva a Amazônia como principal assunto, modelo de informação, é complicado resumir em uma identidade visual. Agregar os elementos da Amazônia ao canal que é o Amazon Sat é que foi o desafio. Se pensar na Amazônia, não temos somente o verde da floresta, mas várias cores das frutas, animais, sementes, tudo que se encontra nela, diversos formatos. A gente agregou essas cores, elementos com representação das formas, nessa nova identidade do Amazon Sat”,

comentou Adão.

Não só a identidade visual do Amazon Sat mudou, mas sua grade de programação também. Lemmos Ribeiro explica sobre a mudança para uma grade mais alinhada à cultura editorial do canal:

“Nós fizemos uma reformulação na grade retirando tudo aquilo que não fala de Amazônia. A essência do canal é falar de Amazônia mas tinham muitos programas que não conversavam com a proposta de valor. Então a gente fez uma nova curadoria porque a gente trabalha com 24 horas de programação local e para isso também fazemos parceria com produtores independentes que fazem programas que falem sobre a Amazônia, além da nossa programação autoral”,

finalizou o coordenador do Amazon Sat.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Mineração no Rio Madeira sob chamas enquanto o governo federal retarda adoção de políticas de incentivo à produção legalizada do setor

Relatos de moradores dão conta de que os garimpeiros bloquearam o trecho da rodovia BR-230 na tentativa de impedir a chegada de reforço policial e dificultar ações dos bombeiros.

Leia também

Publicidade