Manaus 30º • Nublado
Quinta, 21 Outubro 2021

Dia do Teatro: aprecie histórias de sete teatros da Região Norte

up_ag_23649_0b38d367-ac00-1a2d-03f5-794271b83a11

Criada para homenagear uma nas manifestações artísticas mais antigas e apreciadas da humanidade, o Dia Nacional do Teatro surge com o objetivo de valorizar o teatro nacional como um todo: desde os espaços culturais, com ricas arquiteturas e que fazem parte da história do Brasil até o enaltecimento dos profissionais que trabalham nesse ramo e se reinventam constantemente, a exemplo da pandemia, na qual ressignificaram o conceito de teatro sem sair da essência do mesmo. 

Conheça agora, os principais teatros dos estados da região Norte:

1. Teatro Amazonas (AM)

 Principal símbolo cultural e arquitetônico do Estado, o Teatro Amazonas, localizado no Largo de São Sebastião, no Centro de Manaus, mantém viva boa parte da história do ciclo da borracha, época áurea da capital amazonense. Inaugurado no dia 31 de dezembro de 1896, o Teatro surpreende e encanta pela imponência.

Tombado como Patrimônio Histórico Nacional em 1966, o Teatro Amazonas preserva parte da arquitetura e decoração originais. O estilo arquitetônico é renascentista, com detalhes ecléticos. Na área externa, a famosa cúpula chama a atenção pela exuberância, composta por 36 mil peças nas cores da bandeira brasileira, importadas da Alsácia, na França. 

O salão de espetáculos tem capacidade para 701 pessoas, distribuídas entre a plateia e três pavimentos de camarotes. 

2. Theatro da Paz (PA) 

O Theatro da Paz foi fundado em 15 de fevereiro de 1878, durante o período áureo do Ciclo da Borracha, quando ocorreu um grande crescimento econômico na região amazônica. Apesar de Belém ter sido considerada "A Capital da Borracha", a cidade ainda não possuía um teatro de grande porte, capaz de receber espetáculos do gênero lírico. Com o objetivo de satisfazer o anseio da sociedade da época, o governo da província contratou o engenheiro militar José Tiburcio de Magalhães que deu inicio ao projeto arquitetônico inspirado no Teatro Scalla de Milão (Itália). 

 3. Teatro Municipal de Boa Vista (RR)

 O Teatro Municipal, inaugurado no fim de 2017, é o maior e mais moderno espaço cultural do estado de Roraima. O teatro possui estrutura para abrigar 1.100 pessoas em apresentações musicais, de dança e teatro. É o primeiro teatro de grande porte do estado e fez com que Roraima entrasse para o circuito nacional de cultura, recebendo várias manifestações artísticas.

4. Teatro estadual Palácio das Artes (RO)

Inaugurado no dia 25 de outubro de 2014 com o espetáculo "As mulheres do Alua", o teatro Palácio das Artes trouxe a capital de Rondônia uma nova perspectiva de cultura e lazer a sua população.Destaca-se pela sua enorme estrutura e arquitetura contemporânea, sendo o maior teatro da região norte, segundo informações do governo do Estado de Rondônia. Com capacidade para 1100 pessoas, possui modernas instalações e um palco no estilo italiano, que, possibilitam a montagem de grandes espetáculos.  

 5. Teatro das Bacabeiras (AP)

Foto: Divulgação

Inaugurado em 1990, seis anos após ter sua construção iniciada, o Teatro das Bacabeiras, principal palco da Cultura amapaense, é o centro das manifestações artísticas e culturais do povo amapaense. O teatro conta com 705 poltronas na plateia, palco, sala de dança, sala de imagem e som, camarins individuais e coletivos, projetor de filmes, tela panorâmica e outros recursos.

Em sua inauguração, foi denominado de Cine Teatro de Macapá. Somente em 9 de março de 1992, passou a ser chamado de Teatro das Bacabeiras. 

 6. Theatro Fernanda Montenegro (TO)

É o Teatro Oficial da Cidade, pertencente à Fundação Cultural de Palmas (Prefeitura Municipal). Localizado no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, possui a capacidade para abrigar 500 pessoas.

7. Cine Teatro Recreio (AC)

 O Cine Teatro Recreio foi instalado em 13 de junho de 1948 no prédio do extinto Cine Éden. Erguido em alvenaria e madeira no período áureo da borracha, em 1987 foi restaurado para promover apresentações teatrais, shows musicais, palestras e cursos de dança.

O espaço sempre foi palco de manifestações artísticas como exibições de filmes e apresentações de teatro, quando ainda era conhecido como Cine Ideal. Nos anos 20, passou a ser chamado de Cine Éden e só em 1948 ganhou uma nova fachada e foi batizado como lemos nos dias de hoje.

O espaço fica em uma região da cidade atingida pelas enchentes e, por isso, esse patrimônio cultural do estado já passou por diversas restaurações. São 100 anos de história, totalmente ligadas a arte, cultura e, sobretudo, ao cinema.

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 21 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/