Manaus 30º • Nublado
Terça, 28 Setembro 2021

Com 6.992 km de comprimento, o Rio Amazonas é o mais extenso do mundo

Rio-Amazonas-1

A Amazônia é um lugar cercado de belezas naturais e recordes. A imensidão da floresta ainda esconde muitos segredos e recordes a serem quebrados. Em 2016, por exemplo, pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) fizeram novas medições via satélite e afirmaram que o rio Amazonas tem 6.992 km de extensão. 

Assim, ficou confirmado que o Amazonas é mais extenso que o Rio Nilo, até então considerado o maior rio do mundo. Com 6.650 km, a ideia de que o rio egípcio era o mais extenso do planeta acontecia devido a um erro de localização. 

Foi aí que a equipe de pesquisadores do Inpe, Organização Ambiental e Expedições Científicas (Ambi) e do Banco da Amazônia desenvolveram uma maneira de medir bacias hidrográficas e conseguiram chegar ao resultado.

Foto: Divulgação/Governo do Amazonas

A pesquisa seguiu toda a extensão do rio Nilo, indo de o delta Mar Mediterrâneo até o Lago Vitória, em Uganda. Dessa forma, a extensão do Rio Nilo somou algo em torno de 6.614 km, o que diferiu do cumprimento anterior de 6.670 km.

De acordo com os pesquisadores, o motivo da diferença está associada à construção do Lago Nasser. Então, a partir desses dados, o Rio Amazonas passou a ser o maior rio do mundo. 

 Rio Amazonas

O Amazonas nasce na Cordilheira do Andes, no Peru, e deságua no Oceano Atlântico, junto ao rio Tocantins no Delta do Amazonas (norte brasileiro). Esse rio é bastante dinâmico e complexo e por estar localizada em uma região remota, sua nascente foi difícil de ser encontrada, havendo muitas especulações entre os pesquisadores. 

Mas através de uma expedição realizada ao local da nascente, pesquisadores verificaram que a origem do Amazonas está nas cabeceiras do rio Apurimac, na montanha Nevado Mismi, a 5.567 metros de altitude. Cinco pequenos córregos que descem os cumes nevados da montanha são os principais formadores do Apurimac.

Da nascente à foz, o Amazonas recebe vários nomes: Apurimac, Ene, Tambo e Ucayali, entre outros. Ao entrar no Brasil, no município de Tabatinga (AM), é chamado de Solimões, que se estende até a confluência com o Rio Negro, próximo a Manaus, onde enfim recebe o nome de Amazonas. 

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/