Mangal das Garças

Às margens do Rio Guamá, o Parque Mangal das Garças e mais um belo recanto da capital paraense

Foto: Divulgação

O Parque Naturalístico Mangal das Garças foi criado em 2005 e é o resultado da revitalização de uma área de cerca de 40 mil metros quadrados às margens do Rio Guamá, nas franjas do centro histórico de Belém. O que antes era uma área alagada com extenso aningal transformou-se em mais um belo recanto da capital paraense.

A transformação foi cuidadosa. O pré-requisito era o aproveitamento máximo das condições paisagísticas da área. A idéia, representar as diferentes macrorregiões florísticas do Pará: as matas de terra firme, as matas de várzea e os campos, com sua fauna. Com lagos, aves, vegetação típica, equipamentos de lazer, restaurante, vistas espetaculares da cidade e do rio, o Mangal das Garças logo se tornou um dos pontos turísticos mais elogiados de Belém.

A entrada no parque é franca, exceto nos espaços de visitação monitorada, sendo o Borboletário José Márcio Ayres, Farol de Belém, Viveiro das Aningas, e Memorial Amazônico da Amazônia.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Publicidade

Mais acessadas:

Saiba quais são as 9 construções mais antigas da Amazônia

Em cada cidade da Amazônia Legal existe ao menos uma construção que exala a história local a partir da colonização.
Publicidade

Leia também

Publicidade