Cidades

Serviço de transporte concorrente do Uber chega a Manaus

A capital é a quarta da Amazônia Legal a receber o serviço do Yet Go. Em breve o aplicativo estará operando em outras quatro cidades da região


A modalidade de transporte similar ao polêmico Uber acaba de chegar a Manaus (AM). O serviço de transporte pessoal Yet Go começa a operar na capital do Amazonas nesta segunda-feira (16) com cerca de 200 motoristas operantes no aplicativo da franquia.

Em entrevista ao Portal Amazônia, o diretor de operações do Yet Go, na Região Norte, Yuri Mota, falou sobre o lançamento do serviço na Amazônia Legal. 
 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 

Desenvolvido em Porto Alegre (RS) o aplicativo é concorrente direto do Uber e, segundo Yuri, agrega em seus serviços as categorias de carros comuns, de luxo, táxi e moto-táxi. O Yet Go promete vantagens para quem usar o aplicativo, como por exemplo, preços até 40% menores que as corridas de normais.

Na categoria comum, o preço base é de R$ 3, mais o acréscimo de R$0,15 por minuto, e R$ 1,70, por quilômetro. Já a categoria luxo tem como preço base R$ 4,  mais o acréscimo de R$ 0,25 por minuto, e R$ 2, por quilômetros.

Além dos preços tabelados, o aplicativo conta com promoções mensais. "Esse é um serviço que já existe em todo o Brasil, mas o Yet Go tem vários diferenciais, o principal é que não importa o horário da corrida, a tarifa é a mesma. Depois vem os mimos que os nossos motoristas oferecem para os clientes, indo desde bebidas até lanches. Então, o público de Manaus pode esperar muitas novidades a partir de agora", explicou.

Depois de Manaus, as próximas capitais que terão acesso a plataforma são Macapá, Boa Vista, Rio Branco e Palmas. "Já funcionamos em todo Brasil, mas as cidades que não possuem o serviço trabalhamos inicialmente com o cadastro dos profissionais. A gente sabe que a Região Norte sofre com a falta de serviços diferenciados, então é o momento certo para levar o Yet Go, uma opção segura e barata", contou o diretor de operações. 
 

 

Foto: Shutterstock/Reprodução 

 

Profissionais

Além dos clientes, o aplicativo e o site do serviço também pode ser utilizado pelos motoristas. Segundo Mota, a capital do Amazonas bateu o número de downloads feito durante o fim de semana. "Foram mais de 10 mil acessos no aplicativo, isso foi positivo e o número só aumenta. Já temos uma frota razoável nas ruas de Manaus, mas queremos agregar mais motoristas para a nossa plataforma. Trabalhamos também com parceria entre os taxistas e moto-taxistas que já estão na praça, o nosso objetivo não é criar inimizade com nenhum setor", falou.

O motorista interessado em migrar para a plataforma precisa fazer um cadastro através do aplicativo ou no site oficial do Yet Go. "Existem alguns critérios que os profissionais precisam seguir, em primeiro lugar o carro precisa ser de 2010, queremos que os clientes usufruam de uma frota nova. Outro requisito importante é a idade do motorista que precisa ter 19 anos e possuir a carteira definitiva. Ainda fazemos uma pesquisa de antecedente criminal nas pessoas que desejam agregar ao aplicativo", explicou Mota.

Gostou da novidade? Em breve, a capital do Amazonas receberá um escritório da empresa, e existe planejamento para a instalação de uma base no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Para os interessados em testar o serviço, o aplicativo do Yet Go já pode ser baixado  através do Google Play (Android) e Apple Store (IOS). Até o momento, as cidades da Amazônia que receberam o sistema de transporte foram Belém, Cuiabá e São Luís.


Cidades

Serviço de transporte concorrente do Uber chega a Manaus

A capital é a quarta da Amazônia Legal a receber o serviço do Yet Go. Em breve o aplicativo estará operando em outras quatro cidades da região

Diego Oliveira

diego.oliveira@portalamazonia.com


A modalidade de transporte similar ao polêmico Uber acaba de chegar a Manaus (AM). O serviço de transporte pessoal Yet Go começa a operar na capital do Amazonas nesta segunda-feira (16) com cerca de 200 motoristas operantes no aplicativo da franquia.

Em entrevista ao Portal Amazônia, o diretor de operações do Yet Go, na Região Norte, Yuri Mota, falou sobre o lançamento do serviço na Amazônia Legal. 
 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 

Desenvolvido em Porto Alegre (RS) o aplicativo é concorrente direto do Uber e, segundo Yuri, agrega em seus serviços as categorias de carros comuns, de luxo, táxi e moto-táxi. O Yet Go promete vantagens para quem usar o aplicativo, como por exemplo, preços até 40% menores que as corridas de normais.

Na categoria comum, o preço base é de R$ 3, mais o acréscimo de R$0,15 por minuto, e R$ 1,70, por quilômetro. Já a categoria luxo tem como preço base R$ 4,  mais o acréscimo de R$ 0,25 por minuto, e R$ 2, por quilômetros.

Além dos preços tabelados, o aplicativo conta com promoções mensais. "Esse é um serviço que já existe em todo o Brasil, mas o Yet Go tem vários diferenciais, o principal é que não importa o horário da corrida, a tarifa é a mesma. Depois vem os mimos que os nossos motoristas oferecem para os clientes, indo desde bebidas até lanches. Então, o público de Manaus pode esperar muitas novidades a partir de agora", explicou.

Depois de Manaus, as próximas capitais que terão acesso a plataforma são Macapá, Boa Vista, Rio Branco e Palmas. "Já funcionamos em todo Brasil, mas as cidades que não possuem o serviço trabalhamos inicialmente com o cadastro dos profissionais. A gente sabe que a Região Norte sofre com a falta de serviços diferenciados, então é o momento certo para levar o Yet Go, uma opção segura e barata", contou o diretor de operações. 
 

 

Foto: Shutterstock/Reprodução 

 

Profissionais

Além dos clientes, o aplicativo e o site do serviço também pode ser utilizado pelos motoristas. Segundo Mota, a capital do Amazonas bateu o número de downloads feito durante o fim de semana. "Foram mais de 10 mil acessos no aplicativo, isso foi positivo e o número só aumenta. Já temos uma frota razoável nas ruas de Manaus, mas queremos agregar mais motoristas para a nossa plataforma. Trabalhamos também com parceria entre os taxistas e moto-taxistas que já estão na praça, o nosso objetivo não é criar inimizade com nenhum setor", falou.

O motorista interessado em migrar para a plataforma precisa fazer um cadastro através do aplicativo ou no site oficial do Yet Go. "Existem alguns critérios que os profissionais precisam seguir, em primeiro lugar o carro precisa ser de 2010, queremos que os clientes usufruam de uma frota nova. Outro requisito importante é a idade do motorista que precisa ter 19 anos e possuir a carteira definitiva. Ainda fazemos uma pesquisa de antecedente criminal nas pessoas que desejam agregar ao aplicativo", explicou Mota.

Gostou da novidade? Em breve, a capital do Amazonas receberá um escritório da empresa, e existe planejamento para a instalação de uma base no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Para os interessados em testar o serviço, o aplicativo do Yet Go já pode ser baixado  através do Google Play (Android) e Apple Store (IOS). Até o momento, as cidades da Amazônia que receberam o sistema de transporte foram Belém, Cuiabá e São Luís.

TAG ManausAmazonastransporteservicos onlinetaxiYet GoAmazonia Legal