Doodle do Google homenageia Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso

O Parque Indígena do Xingu (PIX), no Mato Grosso, celebra nesta sexta-feira (14) seu 56º aniversário e para homenagear a data o Google, por meio dos doodles, criou uma arte em alusão ao Parque. O PIX foi a primeira área indígena criada no país. Com um total de 2.642.003 hectares seu objetivo é proteger a diversidade social dos povos indígenas. O local foi criado pelos ativistas Orlando e Leonardo Villas-Bôas.

Foto: Reprodução/Google
De acordo com o Instituto Socioambiental (ISA), índios de quinze povos diferentes, como das tribos Kamayurá, Kaiabi, Yudjá, Aweti, Mehinako, Wauja e Trumai vivem na área do parque, cercada pelo rio Xingu. No total, existem onze Postos de Vigilância nos limites do território. Com o doodle, a cultura indígena Xingu passa a ser vista no País em cada acesso ao site de buscas, com elementos característicos como cestas de pesca e um cocar.

Doodles

As releituras do logo do Google surgiram em 1998, antes mesmo da empresa ser constituída, quando os fundadores do Google, Larry e Sergey, brincaram com a arte para indicar que participariam do festival Burning Man, no deserto de Nevada. Em 2000, Larry e Sergey pediram ao atual webmaster Dennis Hwang (estagiário na época) para criar um Doodle para o Dia da Bastilha.

Ao longo do tempo, a procura por doodles aumentou nos EUA e internacionalmente. Agora, a criação de doodles é responsabilidade de uma equipe de ilustradores (chamados de doodlers) e engenheiros. A equipe criou mais de 2.000 doodles para a página inicial em todo o mundo e aceita sugestões que podem ser enviadas parao e-mail proposals@google.com.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Manaus receberá Painel do “Amazônia que Eu Quero” no Auditório do SEBRAE/AM

Nesta quarta-feira (12), o painel do programa "Amazônia que Eu Quero" que tem como tema a "Bioeconomia: soluções inovadoras...

Leia também

Publicidade