Valentine’s Day: opção de turismo romântico no Amazonas

O dia de São Valentim, ou Valentine’s Day, comemorado no dia 14 de fevereiro, é uma data especial para realizar um roteiro romântico

A data mais romântica do ano, em diversos países, é comemorada no dia 14 de fevereiro. O dia de São Valentim, ou Valentine’s Day, é uma data especial para realizar um roteiro romântico. Por isso, decidimos elencar alguns lugares para você levar o seu/sua amado (a). Confira:

Com muitas praias exuberantes, o contraste das areias brancas com as águas escuras do rio Negro forma um lindo visual. A praia da Lua é uma ótima pedida para os casais que desejam uma paisagem natural, próxima da capital amazonense.

Pegando estrada, a dica é curtir as belas praias de Anavilhanas, no município de Novo Airão (distante 115 quilômetros de Manaus), além de ser uma ótima experiência, a opção é perfeita para quem busca uma viagem rápida. As praias de Maués (distante 276 quilômetros de Manaus) e Barcelos (distante 399 quilômetros da capital) também são encantadoras para os casais apaixonados.

 Passear pelo Largo

Outra opção é um passeio cultural, seja a pé ou de bicicleta, aproveitando o clima romântico e charmoso do Largo de São Sebastião, no Centro de Manaus. O cenário conta com o monumento mais bonito do Brasil, o Teatro Amazonas.

No local, o passeio à moda antiga pode ficar melhor na escolha de estabelecimentos do Largo como: a Cafeteria do Largo (@cafeteriadolargo_manaus) e a Casa Monsenhor (@casamonsenhoroficial), ou aproveitar os petiscos do Casario 179 (@casario179) e Calçada Alta (@calcadaalta_restaurante).

Que tal pedalar no Largo? Foto: Janailton Falcão e Tácio Melo /Amazonastur

Jantar romântico 

Por ser uma gastronomia ancestral e com diversos elementos únicos, um jantar com pratos da culinária amazonense é uma alternativa para quem preferir realizar um jantar em casa ou em um lugar especial.

Já imaginou um jantar romântico navegando pelo rio Negro? Essa é uma das opções do MV Desafio (@mvdesafio), barco que oferece passeios personalizados pelos rios do Amazonas. Pratos principais, entradas, sobremesas e bebidas inspiradas nos elementos regionais abrem espaço para a criatividade e romantismo, com o cenário deslumbrante das belezas naturais e todo o conforto de um barco pensado para desfrutar de bons momentos.

Opções românticas não faltam na capital. Foto: Janailton Falcão e Tácio Melo /Amazonastur

Pôr do sol na Ponta Negra 

Não existe nada mais perfeito que contemplar o pôr do sol, né? Por isso, outra dica bacana é levar o seu/sua amado (a) para apreciar este espetáculo da natureza. Você pode aproveitar o momento para fazer um piquinique e, dessa forma, deixar o clima ainda mais romântico. Só não se esquece de levar uma sacola para colocar todo o lixo, viu. Estamos de olho!

Gostou das dicas? Então, que tal começar a programar um encontro perfeito?

Casais apaixonados podem curtir o pôr do sol na Ponta Negra. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

Balneários 

O calor na Amazônia pode ser demais. Por isso, a próxima opção é levar o seu amor para dar um ‘tchibum’ em algum balneário da cidade. Quem sabe até não pernoitar no meio da natureza? Ia ser uma grata surpresa. O Portal Amazônia tem algumas dicas de balneários. Confira:

Conheça balneários para se divertir em Manaus

Escapulir do calor também é um ato de amor. Foto: Reprodução/Facebook

Tchibum em Figueiredo 

Distante a 107 quilômetros de Manaus está o município de Presidente Figueiredo. O lugar é conhecido popularmente como ‘Terra das Cachoeiras’ e já virou até cenário de pedido de casamento. Já pensou em surpreender o seu amor? Além das belas cachoeiras, Presidente Figueiredo possui cavernas e deliciosos restaurantes regionais. Fora os diversos hotéis para pernoitar e ter uma noite bem romântica. É uma boa pedida, hein!

Destino das cachoeiras. Foto: Michel Dantas/Divulgação

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Murucututu: “coruja de óculos” é considerada a maior espécie do gênero na Amazônia

A murucututu ocorre em todas florestas tropicais das américas, mas na Amazônia já se tornou até personagem de canção de ninar.

Leia também

Publicidade