Usina de fornecimento de oxigênio é instalada no HUGV/Ebserh

Instalada nessa quarta-feira (20), a usina produz até 30m3 de oxigênio por hora, capaz de atender a demanda atual da unidade

Depois de negociações entre a gestão do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação, e a empresa White Martins, fornecedora de gases medicinais, foi instalada no HUGV uma usina geradora de oxigênio na última quarta-feira (20). O insumo, em falta crítica nas unidades de saúde de toda a cidade devido ao alto consumo durante a epidemia, é essencial para o atendimento aos pacientes com covid-19.
Usina de fornecimento de oxigênio. Foto: Divulgação/Ebserh

A usina entrou em produção ao final da tarde da última quarta-feira,20/01, quando os técnicos da White Martins e a equipe de infraestrutura do HUGV/Ebserh finalizaram o período de instalação e teste do equipamento. Com a nova usina, o hospital terá disponíveis até 30 metros cúbicos de oxigênio por hora, quantitativo capaz de atender a demanda atual da unidade.

A empresa White Martins tem contrato vigente de fornecimento de oxigênio para o HUGV/Ebserh e optou por instalar, sem custos para o hospital, uma usina de produção de oxigênio, temporariamente, até que possa assegurar o fornecimento regular.

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário Getúlio Vargas faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde novembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Abelhas são fonte de renda extra para agricultores familiares no Mato Grosso

Projeto Semêa, realizado pela Fundação Bunge, incentiva o uso de abelhas para fomentar agricultura regenerativa e de baixo carbono.

Leia também

Publicidade