Amazonas e Peru firmam parceria para combater doenças infeccionas na região de fronteira

Parceria vai ajudar no desenvolvimento de pesquisas científicas de interesse de saúde pública na região transfronteiriça.

Agenda da FVS-RCP atende à necessidade de fortalecimento da saúde na tríplice fronteira. Foto: Girlene Medeiros/FVS-RCP

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) iniciou uma parceria com instituições peruanas para intensificar o diagnóstico de doenças infecciosas na área de fronteira. A parceria foi firmada junto à Universidad Nacional de La Amazonía Peruana (Unap) e a Gerência Regional de Saúde do país vizinho.

Segundo o órgão, o fluxo contínuo de pessoas na região apresenta desafios específicos para a vigilância em saúde, incluindo o controle de doenças transmissíveis e a resposta eficaz a emergências de saúde pública em tempo oportuno. A parceria vai ajudar no desenvolvimento de pesquisas científicas de interesse de saúde pública na região transfronteiriça.

Entre quinta-feira (14) e esta sexta-feira (15), uma equipe da FVS cumpriu agenda na Unap para uma visita técnica e firmou as intenções para a ação colaborativa em saúde pública, visando aprimorar a caracterização epidemiológicas das doenças infecciosas na região, segundo destaca a diretora-presidente da Fundação, Tatyana Amorim.

“O objetivo da visita é estreitar os relacionamentos institucionais para que possamos implementar estratégias junto à universidade com propósitos de vigilância em saúde na fronteira, principalmente, identificando patógenos emergentes que possam afetar a saúde da população por meio do Laboratório de Fronteiras”, disse Tatyana.

Para firmar a parceria, a equipe realizou visita técnica à Unap. A estratégia integra ações inovadoras de prevenção e controle de doenças na região.

“Esses trabalhos conjuntos vão permitir como podemos articular como está a presença de cada uma dessas doenças. Amazônia é uma só. Foi uma reunião muito importante para ambos os países em matéria de saúde”, 

destacou o reitor da Unap, Rodil Tello Espinoza.

Fortalecimento da vigilância no Lafron

Durante a oportunidade de agenda na tríplice fronteira, a equipe da FVS realizou uma visita técnica ao Laboratório de Fronteira (Lafron) em Tabatinga, na segunda-feira (11), com o objetivo de atualizar o levantamento de necessidades e fortalecer a vigilância laboratorial brasileira na fronteira na região do Alto Solimões por meio da identificação de melhorias e estratégias para aprimoramento da atuação do laboratório. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Saiba quais são as 9 construções mais antigas da Amazônia

Em cada cidade da Amazônia Legal existe ao menos uma construção que exala a história local a partir da colonização.

Leia também

Publicidade