Decreto pede que empregadores liberem funcionários para reaplicação do Enem em Rondônia

Em Rolim de Moura e Espigão D’Oeste, o  Enem será reaplicado nos dias 23 e 24 de fevereiro

As prefeituras de Rolim de Moura e Espigão D’Oeste (RO) publicaram um decreto que obriga os empregadores a liberarem seus funcionários inscritos na reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020.

Foto: Ana Carolina Moreno/G1

O Enem será reaplicado nos dias 23 e 24 de fevereiro, terça e quarta-feira respectivamente, para alunos do Amazonas e duas cidades de Rondônia, pois em janeiro as provas foram suspensas nessas localidades por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus.

Segundo o decreto, os colaboradores que não comparecerem aos trabalhos nesses dias não devem ter redução de remuneração ou compensação. Em Rolim de Moura são esperados cerca de 3 mil estudantes inscritos e em Espigão são 900.

As provas impressas do Enem foram aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro em 22 das 52 cidades de Rondônia, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e apenas os municípios de Espigão D’Oeste e Rolim de Moura optaram por adiar o exame.

Já a primeira edição do Enem digital aconteceu nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Em Rondônia 958 pessoas se inscreveram, mas 718 faltaram, ou seja, o total de abstenção ficou em 74,90%, de acordo com o Inep. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Abelhas são fonte de renda extra para agricultores familiares no Mato Grosso

Projeto Semêa, realizado pela Fundação Bunge, incentiva o uso de abelhas para fomentar agricultura regenerativa e de baixo carbono.

Leia também

Publicidade