José Melo deve permanecer preso na sede da Polícia Federal em Manaus

O ex-governador do Amazonas cassado, José Melo (PROS), preso novamente por suspeita de envolvimento em um esquema de desvio de verbas neste domingo (31), deve permanecer na sede da Superintendência da Polícia Federal em Manaus (AM). Ele não deve ser transferido para a cadeia como programado, segundo o advogado do ex-governador, José Carlos Cavalcanti Junior. Melo e ex-secretários são suspeitos de envolvimento em esquema de propina e desvios na saúde. As informações são do G1 Amazonas.
Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

MPF quer que União e Estado do PA cumpram sentença que determinou oferta de ensino médio diferenciado a indígenas

Decisão judicial é referente ao direito de indígenas dos municípios de Aveiro e Jacareacanga.

Leia também

Publicidade