Cientista político afirma que falta de serviço na saúde é prova do desvio de recursos

Em entrevista à CBN Amazônia nesta quinta-feira (21), o advogado e presidente do Comitê de Combate ao Caixa Dois da OABAM, Carlos Santiago, comenta que o desvio na área da saúde tem “fortes indícios” de relação com a administração do ex-governador cassado no Amazonas, José Melo, preso durante a operação ‘Estado de Emergência’ nesta manhã pela Polícia Federal. Esquema teria desviado R$ 110 milhões. 
Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Da floresta ao mercado: negócios artesanais transformam rotina e sustento de indígenas no Amazonas

Empreendedores contam como os pequenos negócios sustentam bases familiares em Manaus.

Leia também

Publicidade