Em 1983, Amazonas teve representante no primeiro Torneio Sul-americano de Handebol

O interessante foi que à época, não existiam os veículos de comunicação dos dias atuais para divulgar os eventos com facilidade. O telefone e o Telex eram as grandes ferramentas.

O primeiro Torneio Sul-Americano de handball foi realizado na cidade de Buenos Aires, na Argentina, em novembro de 1983, no Parque Presidente Sarmiento. O Amazonas esteve presente, acompanhando a Seleção Brasileira de Handball, a convite da Confederação Brasileira, apoiado pelo prestígio do Técnico Walmir Prado de Alencar. Na disputa do Torneio nos naipes feminino e masculino: Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai.

A Coordenação foi do Comitê Sul-Americano de Handball, instituição que coordena as atividades da modalidade no cone sul com o apoio da Federação Pan-Americana de Handball.

O destaque histórico é que a Seleção Brasileira Feminina foi dirigida pelo professor Walmir Prado de Alencar, tendo como armadora central, a amazonense Margareth Monteiro de Vasconcelos, titular absoluta no elenco.

Aquele evento foi o marco inicial de uma proposta que foi aceita de pronto: trazer ao Amazonas o primeiro Torneio Pan-Americano de Handball na América do Sul. 

Ginásio do Rio Negro, em Manaus, no torneio de 2022. Foto: Emanuel Mendes Siqueira

Depois de aceita a proposta, o evento foi realizado em 1985, no Ginásio do Clube do Trabalhador no SESI. O interessante foi que à época, não existiam os veículos de comunicação dos dias atuais.

O telefone era a grande ferramenta. Porém, com alto custo e difícil utilização, visto que, a comunicação não era feita diretamente e sim por intermédio de uma telefonista, que intermediava o início da comunicação.

Outra ferramenta de comunicação muito utilizada naquela época era o Telex. Que, na verdade, não passava de uma máquina de escrever acoplada a uma linha telefônica.

Fotos: Eduardo Monteiro de Paula/Arquivo pessoal

O sistema usava o básico do telegrama em tons com o alfabeto codificado e mandado em tiras de papel perfurado, que com o Código Morse era decodificado no receptor da linha telefônica e escrito no papel oficio com uma máquina de datilografia. Neste caso, tudo era transmitido como se fora um telegrama (alguém ainda lembra?).

O processo não era tão simples, haja vista, tínhamos de escrever em uma máquina datilográfica, depois entregar em uma agência telefônica, um monitor conferia o texto e reescrevia em uma máquina de Telex. Isto era o que se tinha de mais moderno à época.

Abaixo imagens originais de Telex, transmitidas para a Televisão Ajuricaba em Manaus.

Fotos: Eduardo Monteiro de Paula/Arquivo pessoal

Destaco que no primeiro Torneio Sul-Americano de Handball, o Brasil se tornou campeão, com o auxílio do professor de Educação Física, Walmir Prado de Alencar. Além disso, a atleta Margareth Monteiro de Vasconcelos, foi considerada a mais talentosa na ocasião.

Nestas poucas linhas escrevo sobre a participação internacional do handball feminino do Amazonas e o desenvolvimento das comunicações no mundo.

Por hoje é só! Semana que vem tem mais! Fuuuiiiiii!

Sobre o autor

Eduardo Monteiro de Paula é jornalista formado na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com pós-graduação na Universidade do Tennesse (USA)/Universidade Anchieta (SP) e Instituto Wanderley Luxemburgo (SP). É diretor da Associação Mundial de Jornalistas Esportivos (AIPS). Recebeu prêmio regional de jornalismo radiofônico pela Academia Amazonense de Artes, Ciências e Letras e Honra ao Mérito por participação em publicação internacional. Foi um dos condutores da Tocha Olímpica na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

*O conteúdo é de responsabilidade do colunista

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

A realidade da Reserva Legal na Amazônia e o Projeto de Lei 3334/2023

As Reservas Legais, juntamente com as APPs, desempenham um papel essencial nesse contexto, protegendo a vegetação nativa e garantindo acesso aos benefícios proporcionados pelos ecossistemas.

Leia também

Publicidade