Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 18 Abril 2021

Um olhar para o futuro

Um tema recorrente em qualquer blog, coluna ou publicação sobre empreendedorismo é falar sobre as tendências para o próximo ano, próxima década ou a semana seguinte.

Eu, inclusive, já fiz isso por aqui em anos anteriores.

É natural que exista uma tendência humana em projetar (ou, vamos lá, prever) o futuro e como se aproveitar disso para se dar bem nos negócios. Porém, estamos em uma situação que complica bastante essas projeções. A pandemia continua cobrando um preço muito alto. Um preço humano, principalmente. Não dá para deixar isso de lado na hora de fazer projeções. 

Foto: Jorge Salvador / Unsplash

Não sei de que lado você se encontra, mas para mim, tudo só melhora com a vacinação em massa. Só assim para o país (e o mundo) voltar ao normal de verdade. Qualquer coisa antes disso é uma ilusão.

Em 2020 vimos que a tendência foi a digitalização. Porém nem todos os setores da nossa economia podem se digitalizar. E vários desses negócios ficam no limbo a espera de um fato relevante, uma solução ou um milagre para se manter em funcionamento.

Lembro que, dessa vez, não temos, na prática, subsídios que permitam uma redução de custos para a sustentabilidade das empresas. Certamente, o futuro fica bem difícil de ser imaginado, projetado e especulado.

Na minha percepção o caminho é aprender com o passado. É hora de tirar lições valiosíssimas com tudo que temos vivido e experimentado. Não dá para achar que a resposta para o futuro vai vir sem aprender o que não repetir. Como eu disse, uma lição é a digitalização. Outra lição é a importância do controle de custos. Ponto importante é refrisar sobre manter reservas financeiras disponíveis para essas situações.

Assim como muitos negócios sofreram e ainda sofrem, muitos outros estão vivendo os melhores momentos. Seja por adaptação ou por estarem nos segmentos que surfaram um aumento de demanda ou porque possuíam reservar para reinvestir nos negócios durante a crise.

O que vale pensar é na estrutura que precisa existir para garantir a perpetuação do seu negócio. O que cabe a você fazer para que ele dure para sempre? Essa resposta não é fácil. Sem dúvidas algumas não existe fórmula mágica para empreender e a vivência (somada à busca por conhecimento) ajuda muito quem está começando ou pensando em começar.

Mas, se olharmos para trás, nunca foi fácil empreender. Sempre tem algum problema afetando o mundo, o nosso país, a nossa cidade. Empreender é uma contracultura. 

Veja mais notícias sobre O Jeito Baré de Empreender.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 18 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/