Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 26 Outubro 2020

Medo de doar sangue? Saiba que essa ação pode prevenir problemas cardíacos

Foto-Junior-aguiar-4841-1200x800

São diversos os motivos que fazem o indivíduo pensar duas vezes, e até desistir, antes de realizar uma doação de sangue. Entre alguns obstáculos está o medo de agulhas, também o mito de que se doar uma vez terá que doar sempre, ou até mesmo que engorda. Porém, não passam de informações disseminadas de maneira errada.

Estudos apontam que a doação de sangue pode trazer mais benefícios do que se imagina. Além de o doador ganhar meia entrada no cinema e isenção de taxa de inscrição em concursos públicos no Acre, o ato previne problemas cardíacos e diminui o risco de câncer.

"Para o doador, é um gesto de cidadania e amor ao próximo. Uma forma de ajudar, independente da sua condição financeira", observou a gerente de Captação do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre), Quésia Nogueira.

Uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas. (Foto: Junior Aguiar/Agência Acre)


Na Bíblia, o segundo mandamento diz "Amar ao próximo como a si a mesmo", assim, o ato de doar sangue e oportunizar uma chance de vida ao outro, demonstra amor em todas as esferas. Ainda, o doador também tem garantida por lei a possibilidade de se ausentar no trabalho por um dia no ano, sem contar em um check-up gratuito para ver como anda a saúde.

"Para o organismo do doador não há muitas alterações, pois 24 horas depois o plasma sanguíneo já é reposto e os glóbulos vermelhos, em quatro semanas. No dia seguinte à doação já se pode realizar as atividades normalmente", destacou Quésia.

O fotógrafo Junior Aguiar, há cerca de três meses realizou uma doação, e, corroborando a fala de Quésia, diz: "Tive mais ânimo para trabalhar, uma energia inacreditável", relatou.

Plasma sanguíneo para tratamento da Covid-19

Por falar em plasma, que é a parte líquida do sangue, responsável por levar sais minerais, proteínas, gás carbônico e outros nutrientes para o restante do organismo, a doação, no caso de quem já contraiu a Covid-19, garantirá que os anticorpos adquiridos ajudem no tratamento de quem ainda luta contra a doença.

"O plasma convalescente é utilizado para a recuperação de pacientes com Covid-19. Para o receptor, é a possibilidade de continuar vivendo", enfatizou Quésia.

A falta de doações pode ocasionar atraso no tratamento de saúde de crianças. (Foto: Junior Aguiar/Agência Acre)

Dia das Crianças: o melhor presente é a vida

A bolsa coletada é centrifugada e depois fracionada, o que quer dizer que as hemácias, o plasma e as plaquetas serão separados. Grande parte das doações é utilizada no tratamento de crianças com câncer, doenças falciformes e hemofílicos.

"No caso daquelas crianças acometidas com anemia falciforme, uma das alterações mais frequentes no Brasil, as transfusões de sangue fazem parte do tratamento e é de suma importância na recuperação, inclusive para evitar complicações graves como acidente vascular cerebral (AVC)", salientou Quésia.

Para doar

Para realizar a doação, deve-se agendar pelo telefone: (68) 3248-1380. O órgão de referência para captação em Rio Branco, o Hemoacre, fica localizado na Av. Getúlio Vargas, nº 2.787, ao lado do Teatrão. O atendimento é de segunda a sábado, das 7h30 às 18 horas.

Em Cruzeiro do Sul, o Hemonúcleo da cidade fica localizado ao lado do Hospital Regional do Juruá.

Quem pode doar?

– Maiores de idade em boas condições de saúde, pesando no mínimo 50 kg, bem alimentados e que tenham tido uma boa noite de sono;

– É necessário também apresentar um documento original com foto, como RG, Carteira de Trabalho, Carteira Nacional de Habilitação, aplicativos do e-título e da CNH digital;

– Os homens podem doar sangue, regularmente, a cada dois meses, já as mulheres, a cada três meses.


Veja mais notícias sobre SaúdeNotíciasAcre.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 26 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/