Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 02 Junho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Covid-19: sobe para 229 número de casos confirmados no Amazonas

Subiu para 229 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Amazonas. Os dados foram divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) na tarde desta quinta-feira (2) durante a coletiva online para atualização de informações sobre medidas de prevenção e controle do Covid-19. 

Há registro de casos em Manaus, Parintins, Manacapuru, Santo Antônio do Içá, Boca do Acre, Itacoatiara, Anori, Novo Airão,  Careiro da Várzea e Tonantins. De acordo com a FVS, o aumento entre quarta e esta quinta-feira foi de 29 contaminados.

Em Manaus, são 205 casos confirmados. Dos pacientes com o Covid-19, 35 estão internados, 17 em leitos clínicos e 18 em UTI. "Vale ressaltar que os pacientes que estão em UTI, apresentam um quadro grave e podem evoluir a óbito a qualquer momento", disse a diretora-presidente da FVS, Rosemary Pinto.

Ainda segundo os dados, até o momento, foram notificados 12 óbitos, sendo três confirmados por Covid-19, três descartados e seis em investigação.

Restrição a atividades que causam aglomeração de pessoas

O governador do Amazonas, Wilson Lima, prorrogou até o dia 15 de abril, o decreto que restringe o funcionamento do comércio e de serviços considerados não essenciais, mantendo a suspensão do atendimento ao público em geral de todos os restaurantes, bares, lanchonetes, praças de alimentação e similares. O Decreto nº 42.145 também estende até 30 de abril a suspensão de aulas na rede estadual de ensino.

As medidas buscam evitar a circulação e aglomeração de pessoas, para reforçar o enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). Na rede pública de ensino, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto mantém apenas aulas não presenciais. O decreto suspende também até o dia 30 de abril as aulas no Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Fundação Aberta da Terceira Idade (FunATI).

Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Saiba quais serviços e atividades permanecem suspensas até 15 de abril, de acordo com o novo decreto:

  • A realização de eventos promovidos pelo Governo do Estado do Amazonas, de qualquer natureza, incluída a programação dos espaços equipamento culturais públicos;
  • A visitação a presídios e a centros de detenção para menores;
  • A participação de servidores ou de empregados em eventos ou viagens internacionais, interestaduais ou intermunicipais;
  • Os eventos e atividades com a presença de público acima de 100 (cem) pessoas, ainda que previamente autorizados, tais como eventos desportivos, circos, shows, salões de festas, casas de festas, feiras, eventos científicos, passeatas e similares;
  • Os atendimentos presenciais, no âmbito dos órgãos e entidades da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual (com exceção dos serviços públicos essenciais e os casos de urgência e emergência); bem como toda e qualquer reunião presencial;
  • As atividades de todas as academias, centros de ginástica e outros estabelecimentos similares;
  • Os serviços de transporte fluvial e rodoviário de passageiros;
  • O atendimento ao público em geral de todos os restaurantes, bares, lanchonetes, praças de alimentação e similares.
Foto: Reprodução/Rede Amazônica

 Óbitos

Em menos de 24 horas, o Amazonas registrou duas mortes por coronavírus. Na noite desta segunda-feira (30), por volta das 22h, um homem de 43 anos faleceu no Hospital e Pronto Socorro (HPS) Delphina Aziz. Ele foi o segundo óbito por Covid-19 no estado.

O terceiro caso foi informado durante a coletiva online nesta terça. Segundo a FVS/AM, o paciente morreu hoje, a caminho do hospital. Se trata de um com histórico de diabetes.


"Esse paciente diabético foi a óbito a caminho do atendimento. Quando chegou, não tinha mais o que se pudesse fazer por ele. Por isso pedimos, por favor, que quem tem comorbidade, por favor, não retarde ao buscar atendimento", pediu a diretora-presidente da FVS, Rosemary Pinto.

Primeira vítima

O primeiro óbito por covid-19 no Amazonas foi confirmado na última terça-feira (24), pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam). De acordo com o órgão, a vítima era um paciente vindo do município de Parintins, distante 369 km de Manaus e tinha 49 anos, que era portador de hipertensão arterial sistêmica.

O homem diagnosticado com o novo coronavírus também estava internado no Hospital e Pronto Socorro (HPS) Delphina Aziz, onde deu entrada no dia 21 de março, por conta do agravamento dos sintomas do Covid-19.​

Saiba o que fazer para se proteger do Covid-19:

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 02 Junho 2020
No Internet Connection