Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 27 Setembro 2020

Campanha contra Influenza inicia nesta segunda-feira, em Manaus

Idosos com idade a partir de 60 anos e trabalhadores da saúde são o público-alvo da 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (Gripe), que inicia na próxima segunda-feira, 23/3. Neste ano, o Ministério da Saúde antecipou a campanha, que normalmente acontece no mês de abril, considerando a evolução do novo coronavírus, causador da Covid-19, em todo o Brasil.

Para atender aos idosos, a Prefeitura de Manaus irá montar 53 postos de vacinação contra a Influenza em locais estratégicos distribuídos nas zonas Norte, Sul, Leste e Oeste, além dos postos na zona rural. A lista com o endereço dos locais de vacina será disponibilizada no site da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): http://semsa.manaus.am.gov.br

Campanha contra Influenza inicia nesta segunda-feira, em Manaus (Foto: Divulgação/Semcom)

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, explica que a vacina não protege contra o coronavírus, mas a imunização dos grupos prioritários contra a Influenza vai ajudar a minimizar o impacto nos serviços de saúde, reduzindo o número de casos de gripe em um momento em que ocorre a pandemia de uma nova doença no mundo.

"Nesta etapa da campanha, a prioridade é proteger a saúde dos idosos, que são os mais vulneráveis às síndromes respiratórias. Filhos, filhas, netos e netas devem concentrar os esforços no cuidado com os pais e avôs, já que os idosos são os que têm maior risco de desenvolver complicações graves, como pneumonia, tanto no caso de Influenza quanto em relação à Covid-19", alerta Marcelo Magaldi.

O Ministério da Saúde, segundo o secretário, recomenda a vacina contra a gripe apenas para grupos considerados de risco, que são as pessoas com maior chance de desenvolver complicações graves pela doença, como é o caso dos idosos, e para grupos que estão mais expostos à infecção pela Influenza, como acontece com os profissionais de saúde.

"Os trabalhadores de saúde estão incluídos nessa primeira etapa porque atuam diretamente no cuidado com os pacientes. Além disso, com a circulação no Brasil do novo coronavírus é essencial proteger a saúde desses profissionais, para evitar afastamentos do trabalho por um problema de saúde que pode ser evitado com a vacinação, garantindo um atendimento mais adequado da população", destaca Marcelo Magaldi.

Postos

Em reunião realizada na quinta-feira, 19/3, com gestores de Vigilância Epidemiológica dos Distritos de Saúde (Disas) Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural, a Semsa finalizou a elaboração das estratégias que serão utilizadas nesta primeira etapa da campanha contra a Influenza.

De acordo com a subsecretária municipal de Gestão da Saúde, enfermeira Adriana Elias Lopes, este ano, para evitar a aglomeração de idosos nas unidades de saúde, a vacina contra a Influenza será disponibilizada em pontos estratégicos em todas as zonas da cidade.

"Por causa da preocupação da população com o novo coronavírus, as unidades de saúde estão recebendo um maior número de pessoas com sintomas de síndromes gripais. Por isso, a vacina contra influenza para os idosos não estará disponível nas unidades de saúde. A estratégia definida pela Semsa é estabelecer postos de vacinação em locais de fácil acesso com ambientes mais amplos e ventilados. Assim, o atendimento ao público alvo da campanha e aos pacientes nas unidades de saúde será realizado de forma mais eficiente e tranquila, como nos orientou o prefeito Arthur Neto", esclarece Adriana Elias.

Os 53 pontos com a vacina contra Influenza irão funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h. A recomendação é para que os idosos procurem um posto apresentando o cartão de vacina, cartão SUS e documento de identidade. A vacinação estará disponível até o final do mês de maio, não sendo necessárias aglomerações. As pessoas acima de 60 anos com sinais de gripe deverão evitar sair de casa e aguardar melhora do quadro para buscar a vacinação.

Já os trabalhadores da saúde serão imunizados de acordo com a programação de cada serviço de saúde de atuação. 

Metas

A Campanha de Vacinação contra Influenza tem a meta de imunizar 522.065 pessoas em Manaus. Desse total, 111.669 são idosos a partir de 60 anos e 55.514 são profissionais da saúde.

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Semsa, Marinélia Ferreira, explica que idosos e profissionais da saúde serão imunizados no período da primeira etapa da campanha, iniciando no dia 23 de março.

"Porém, a campanha contra a Influenza terá três etapas e vai atender todos os grupos considerados prioritários pelo Ministério da Saúde, encerrando no dia 22 de maio", informa Marinélia.

A segunda etapa da campanha terá início no dia 16 de abril, direcionada para professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, conforme orientação médica.

A partir do dia 9 de maio será iniciada a terceira etapa da campanha com vacinação direcionada para os grupos: crianças de seis meses até menores de seis anos, gestantes, puérperas, jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, povos indígenas, população privada de liberdade, pessoas com deficiência, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.

"O grupo de pessoas de 55 a 59 anos foi incluído este ano na campanha contra a Influenza, ampliando o acesso da população à vacina e prevenindo riscos. O objetivo final é imunizar no mínimo 90% do público-alvo em cada grupo prioritário", destaca Marinélia Ferreira.

Zona rural

A população da zona rural de Manaus deve ficar atenta porque a estratégia da campanha contra a Influenza será diferenciada, atendendo as especificidades das comunidades fluviais e terrestres, e a necessidade de deslocamento em grandes distâncias geográficas das equipes de saúde.

Sarampo

Além da campanha contra a Influenza, o Ministério da Saúde recomendou o início de uma nova etapa da Campanha contra o Sarampo, no período de 23 de março a 30 de junho, para vacinação indiscriminada de todas as pessoas na faixa etária de 20 a 49 anos. A vacina contra o sarampo estará disponível nas unidades de Saúde.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 28 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/