Manaus 30º • Nublado
Segunda, 18 Outubro 2021

​Prefeitura inicia pagamento de renda cidadão em Belém

As primeiras beneficiadas do programa 'Bora Belém' receberam nesta segunda-feira, 08, a primeira parcela da renda cidadã. Uma iniciativa da prefeitura de Belém que, em cooperação com o governo do Pará, vai garantir um benefício de até R$450 às famílias em situação de pobreza, extrema pobreza e em vulnerabilidade social.

"É uma prioridade combater a fome, combater a miséria. Então, hoje no dia das mulheres, nós começamos a entregar às mães, que são chefes de família, mãe solo, o cartão, uma conta bancária e um valor de até R$450 para que voltem para casa com alimento para cuidar dos filhos", pontuou o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, durante a entrega dos cartões para algumas beneficiárias.

Entre as mulheres contempladas pelo benefício está Samaritana da Silva, uma mulher com quatro filhos pré-adolescentes, que sobreviveu a um câncer e hoje conta com ajuda da mãe para manter a família. Ela diz que o benefício vai ajudar a comprar comida para os filhos e a cuidar da mãe já idosa.

Keila da Conceição tem uma história parecida. Com quatro filhos, ela recebe a ajuda da mãe para manter a casa e garante que o Bora Belém vai ajudar muito. "Tem que comprar sandália para os meninos, ajudar na alimentação e até mesmo para eu começar uma venda".

Além de conceder o benefício, a prefeitura vai oferecer a essas mulheres a oportunidade de ter autonomia financeira. "Nós vamos investir na formação profissional dessas mulheres e incentivar a criação de micro e pequenas empresas ou cooperativas na área que elas quiserem investir", explicou o prefeito.

Para o governador do estado, Helder Barbalho, o programa garante que as famílias que terão acesso ao benefício tenham mais oportunidades. "Este programa tem certamente este objetivo de garantir uma renda mínima, de garantir uma condição básica vinculada às oportunidades profissionais, vinculadas às relações também educacionais para que o caminho a ser trilhado por essas famílias seja um caminho com dignidade, com respeito", concluiu.

Inicialmente o programa vai atender 9 mil famílias, mas a expectativa é que chegue a 22 mil. Desse total, 5 mil mães solo receberão o benefício em breve, por uma conta no Banco do Estado do Pará (Banpará), instituição gestora dos recursos do programa de renda cidadã da Prefeitura Municipal de Belém.

Acesso ao benefício: Não é necessário fazer um cadastro para receber o benefício. Isso porque, através do CadÚnico, a Fundação Papa João XXII (Funpapa) - que gerencia o programa Bora Belém -, já identificou as famílias que não estão recebendo nenhum tipo de auxílio do governo estadual e federal e têm direito à renda cidadã.

O valor do benefício é calculado de acordo com a composição familiar e poderá chegar no valor máximo de R$450,00, de acordo com três faixas. Na primeira delas mulheres com um filho receberão R$ 150, com dois e três filhos, receberão R$ 300 e com quatro ou mais filhos terão direito a R$450.

Para saber se tem ou não direito ao benefício as famílias poderão consultar, através do CPF, um site, que ainda está sendo alimentado pela prefeitura de Belém. Assim que a plataforma estiver concluída, o endereço será divulgado nas redes oficiais da Prefeitura. Por enquanto, as pessoas contempladas com o "Bora Belém" serão contactadas pelo banco gestor do programa. 

Veja mais notícias sobre NotíciasCidadesPará.

Veja também:

 

Comentários: 3

Neidane dos santos em Terça, 09 Março 2021 22:22

Mim chamo neideane dos santos não consigo mim. Castratra.

Mim chamo neideane dos santos não consigo mim. Castratra.
Elen Cristina Duarte Mescouto em Quinta, 11 Março 2021 11:31

Sou responsável pela minha família tenho meu marido um filho que mora comigo e três netos órfãos de mãe, eu queria saber se tenho direito.

Sou responsável pela minha família tenho meu marido um filho que mora comigo e três netos órfãos de mãe, eu queria saber se tenho direito.
Elisangela em Quarta, 07 Abril 2021 21:26

Nós, beneficiários do Bolsa Família, somo de baixa renda e só recebemos 130,00. Não achei justo nos excluir desse benefício , poi, em campanha, o Edmílson disse q receberiamos. Nós acreditamos na palavra dele e votamos nele. Agora estamos frustados. Nós tmb precisamos comer, precisamos de ajuda.

Nós, beneficiários do Bolsa Família, somo de baixa renda e só recebemos 130,00. Não achei justo nos excluir desse benefício , poi, em campanha, o Edmílson disse q receberiamos. Nós acreditamos na palavra dele e votamos nele. Agora estamos frustados. Nós tmb precisamos comer, precisamos de ajuda.
Visitante
Segunda, 18 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/