Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 14 Agosto 2020

Número de espécies da Amazônia em extinção pode ser maior do que se imagina

Número de espécies da Amazônia em extinção pode ser maior do que se imagina
Saium de Coleira, espécie endêmica da Amazônia em perigo de extinção. Foto: Diogo Lagroteria/Cedida
Na Amazônia existem mais de 2 milhões de espécies de animais. Segundos dados do União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, em inglês) deste número aproximadamente 348 espécies que vivem na Amazônia estão vulneráveis ou ameaçados de extinção. De acordo com a pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Camila Ribas, o número de animais exclusivamente amazônicos, as chamadas espécies endêmicas, em processo de extinção pode ser muito maior do que o analisado pelo IUCN.

Pesquisadora e Curadora da Coleção de Recursos Genéticos Animais do Inpa, Camila Ribas acredita que inúmeras espécies de aves, primatas e outros animais ainda são desconhecidos pela ciência. Um dos casos famosos é o boto do Araguaia, uma espécie que vive no rio Araguaia, no Estado de Tocantins, e que tem muitas semelhanças com o boto cor-cor-de-rosa. Por causa da aparência similar pesquisadores acreditavam se tratar de uma mesma espécie.

Através de amostras do sangue dos animais foi possível em 2014 identificar a nova espécie. Fazendo um levantamento posterior foi possível notar a quantidade limitada de indivíduos da espécie. “Sem que soubéssemos, essa espécie poderia ter sido extinta. Muitos outros animais da fauna amazônica podem estar sendo extintos sem que saibamos”, afirma a pesquisadora.

O Sauim de coleira é outra espécie endêmica da Amazônia na lista vermelha do extinção da IUCN. A espécie vive a leste do Rio Negro, nas imediações de Manaus, capital do Estado do Amazonas. Segundo pesquisas o crescimento da cidade de Manaus e o habitat limitado do primata tem diminuído a população, que atualmente está criticamente ameaçada de extinção, segundo informações da IUCN.

Segundo ornitologo e pesquisador do do Museu Paraense Emílio Goeldi, Alexandre Aleixo, a Amazônia tem atualmente 1000 espécies de aves dos quais 300 espécies são endêmicas. Do total de espécies endêmicas aproximadamente 30 espécies já são consideradas ameaçadas de extinção, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Segundo ele espécies endêmicas podem ocorrer devido ao processo de separamento de uma espécie. “Imagine que a população de um animal foi dividida ao meio devido ao surgimento de um braço do rio. Ao longo das gerações essas duas espécies vão naturalmente se diferenciar uma da outra e apresentar características distintas. Por isso muitos animais na Amazônia que se parecem muito são na verdade de espécies diferentes”, afirma o pesquisador.

Para a pesquisadora Camila Ribas, uma das maiores barreiras geográficas de divisão de animais de terra firme na Amazônia são os rios. De acordo com ela, pesquisadores dividem a Amazônia em 8 grandes áreas de endemismo. Entre eles estão as áreas de terras divididas pelos rios Negro, Solimões, Madeira, Tapajós e Xingu.

Um outro caso recente envolvendo o descobrimento de espécies na região aconteceu na Usina Hidrelétrica de São Luiz do Tapajós. Uma espécie de ave especificamente de áreas de várzea foi descoberta por pesquisadores no Pará. A espécie estava distribuída pelas ilhas fluviais da região. “A construção iria suprimir todo o hábitat dos indivíduos dessa espécie. Felizmente o Ibama cancelou o processo de licenciamento da hidrelétrica de São Luiz do Tapajós reconhecendo a inviabilidade ambiental do empreendimento”, afirma.

Segundo ela é muito importante o papel de catalogação de espécies na Amazônia. "Há as vezes algumas restrições com relação as pesquisas de base na Amazônia. Entretanto só realizando esses levantamento e estudando essas espécies é possível entender a ação do homem e do meio ambiente sobre esses animais", finaliza a pesquisadora.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 15 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection