Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 12 Agosto 2020

13 equinos vítimas de maus-tratos são resgatados em Belém

13 equinos vítimas de maus-tratos são resgatados em Belém
O resgate de animais vítimas de maus-tratos, realizado por policiais civis da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), em 2016, resultou na apreensão de 13 equinos, entre cavalos e jumentos, na Região Metropolitana de Belém. Todos os animais foram levados para o Projeto Carroceiro, um dos parceiros da Dema, sediado na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), na capital paraense.

A iniciativa envolve médicos veterinários que atendem animais usados como tração para puxar carroças. Muitos acabam maltratados e abandonados pelos donos quando não conseguem mais fazer o serviço. 
Foto: Reprodução/Agência Pará
Essa foi a situação de dois cavalos abandonados pelos donos após serem usados durante anos para puxar carroças pelas ruas de Ananindeua, município da Região Metropolitana. Os equinos foram encontrados no bairro de Águas Lindas na última semana, e encaminhados para tratamento na Ufra.

Segundo o investigador e veterinário da Dema, Edelvan Soares, os animais apresentavam sinais visíveis de maus-tratos. "Eles estavam feridos e magros. Um deles estava com suspeita de câncer", informou.

Tratamento

O resgate realizado pela equipe da Dema conta com o apoio de uma carroça, usada no recolhimento dos animais. Os dois cavalos foram localizados em um terreno baldio, após informações repassadas por moradores da área. Com o tratamento, a expectativa é que eles se recuperem e ganhem outra destinação. Entre os animais resgatados em dezembro do ano passado está um potro, com sinais de maus-tratos, também abandonado em Ananindeua.

Em outra ação, realizada em outubro, um cavalo em situação de risco na estrada da Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa), em Belém, foi encontrado e levado para tratamento médico no Projeto Carroceiro. De acordo com Edelvan Soares, o animal apresentava lesão em uma das patas e ferimentos nas costas, e foi levado para a Ufra, onde recebeu os devidos cuidados.

De acordo com Soares, após a recuperação os equinos são destinados à doação. Em geral, os interessados são pessoas que possuem sítios, onde os animais passam a ter uma nova vida. A doação é precedida de orientações aos novos donos sobre os cuidados necessários. "Os responsáveis pela adoção são orientados de que esses animais não poderão mais ser usados como tração", explicou o veterinário.

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 12 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection